Mulheres trabalham 7,5 horas a mais que homens devido à dupla jornada

Tarefas domésticas leva a mulher à dupla jornada e sobrecarga de trabalho.

As mulheres trabalham, em média, 7,5 horas a mais que os homens por semana devido à dupla jornada, que inclui tarefas domésticas e trabalho remunerado

Apesar da taxa de escolaridade das mulheres ser mais alta, a jornada também é. Os dados estão destacados no estudo Retrato das Desigualdades de Gênero e Raça, divulgado ontem (6) pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea). Em 2015, a jornada total média das mulheres era de 53,6 horas e a dos homens, de 46,1 horas.
Em relação às atividades não remuneradas, a proporção se manteve quase inalterada ao longo de 20 anos: mais de 90% das mulheres declararam realizar atividades domésticas; os homens, em torno de 50%. “Aquelas que entram no mercado continuam respondendo pela tarefas de cuidado, tarefas domésticas. Isso faz com que tenhamos dupla jornada e sobrecarga de trabalho”, afirmou a especialista em políticas públicas e gestão governamental e uma das autoras do trabalho, Natália Fontoura.
Segundo Natália, a taxa de participação das mulheres no mercado de trabalho aumentou muito entre as décadas de 1960 e 1980, mas, nos últimos 20 anos, houve uma estabilização. “Parece que as mulheres alcançaram o teto de entrada no mercado de trabalho. Elas não conseguiram superar os 60%, que consideramos um patamar baixo em comparação a muitos países”. O estudo observou ainda que aumentou o número de mulheres chefiando famílias. Em 1995, 23% dos domicílios tinham mulheres como pessoas de referência. Vinte anos depois, esse número chegou a 40%.
As famílias chefiadas por mulheres não são exclusivamente aquelas nas quais não há a presença masculina: em 34% delas havia a presença de um cônjuge. “Muitas vezes, tais famílias se encontram em maior risco de vulnerabilidade social, já que a renda média das mulheres, especialmente a das mulheres negras, continua bastante inferior não só à dos homens, comotambém à das mulheres brancas”, diz o estudo. O Ipea verificou a sobreposição de desigualdades com a desvantagem das mulheres negras no mercado de trabalho. Segundo Natália, apesar de mudanças importantes, como o aumento geral da renda da população ocupada, a hierarquia salarial – homens brancos, mulheres brancas, homens negros, mulheres negras – se mantém.
“A desvantagem das mulheres negras é muito pior em muitos indicadores, no mercado de trabalho em especial, mas também na chefia de família e na pobreza. Então, é quando as desigualdades de gênero e raciais se sobrepõem no nosso país”, disse a especialista, destacando que a taxa de analfabetismo das mulheres negras é mais que o dobro das mulheres brancas. Entre os homens, a distância é semelhante (ABr).

Saques do FGTS inativo começam na próxima sexta-feira

Ao todo, o saldo das contas inativas é de R$ 43,6 bilhões.

Na próxima sexta-feira (10), mais de 4,8 milhões de trabalhadores que têm contas inativas do FGTS e se enquadram nas regras definidas pelo governo poderão sacar o valor depositados nessas contas. Segundo a Caixa, mais de 30,2 milhões de trabalhadores têm direito ao saque do saldo das contas inativas do FGTS. Esse primeiro lote compreenderá 16% do total de pessoas com direito a fazer a retirada. Ao todo, o saldo das contas inativas é de R$ 43,6 bilhões.
O prazo para saques vai até 31 de julho. O trabalhador que perder o prazo só poderá sacar o valor das contas inativas quando se aposentar, comprar moradia própria ou se enquadrar nas outras possibilidade de saque previstas nas regras do fundo, entre elas, ser morador de região afetada por catástrofe natural.
Podem sacar o saldo das contas inativas do FGTS os trabalhadores com carteira assinada que, em um ou mais contratos de trabalho, pediram demissão ou foram demitidos por justa causa com o contrato finalizado até 31 de dezembro de 2015.
Conforme o calendário de saque definido pela Caixa Econômica Federal, o mês de abril terá o maior volume de pagamentos, com a possibilidade de saque para os trabalhadores que fazem aniversário nos meses de março, abril e maio. Ao todo, 26% dos trabalhadores terão o direito de retirar o montante a partir de 10 de abril (ABr).

Poluição mata mais de 1,7 milhão de crianças por ano

Relatórios divulgados pela Organização Mundial da Saúde (OMS) revelam que 1,7 milhão de mortes de crianças ao ano no mundo são causadas por condições ambientais, poluição e pela falta de saneamento básico. Em um dos relatos, a OMS afirma que boa parte das mortes causadas pela pneumonia, diarreia e malária podem ser evitadas com intervenções no meio ambiente, com o acesso à água potável e a combustíveis atóxicos para cozinhar.
As doenças são as que mais matam no mundo há pelo menos cinco anos consecutivos. Em primeiro lugar no ranking, com 570 mil vítimas, estão as infecções respiratórias causadas pela poluição e pelo fumo passivo. Já a diarreia, que pode ser evitada com melhores condições de higiene e de saneamento, faz 361 mil vítimas ao ano. Além disso, mais de 200 mil mortes são causadas pela malária, que pode ser prevenida com intervenções no meio ambiente. “Um ambiente poluído é letal, especialmente para as crianças”, afirma Margaret Chan, diretora geral da OMS (ANSA).

Peugeot-Citroen compra Opel

O grupo francês PSA (Peugeot Citroën) anunciou ontem (6) ter chegado a um acordo com a norte-americana General Motors (GM) para comprar sua filial alemã Opel e a britânica Vauxhall por 2,2 milhões de euros. Com a aquisição o grupo se torna o segundo maior fabricante de automóveis da Europa, atrás apenas da Volkswagen, e aumenta sua capacidade de produção, passando de três milhões de veículos por ano a quatro milhões.
“Estamos confiantes que a recuperação da Opel-Vauxhall será acelerada significativamente com o nosso apoio”, afirmou em nota o CEO da PSA, Carlos Tavares. A empresa pretende fazer com que as duas fabricantes voltem a dar lucros, projetando uma margem de 2% para os próximos três anos e chegando aos 6% até 2026, com uma redução de custos de 1,7 bilhão de euros.
O grupo francês terá uma fatia de 16% do mercado europeu, enquanto seu concorrente alemão possui 24%. “O acordo é uma vitória para todos os acionistas. Um sucesso a longo prazo. Juntos seremos mais fortes”, acrescentou a CEO da GM, Mary Barra, à imprensa em Paris (ANSA).

Caiu a inflação para famílias com renda até 2,5 salários

O item alimentação passou de uma inflação de 0,34% em janeiro para uma deflação de 0,45% em fevereiro.

A inflação para famílias com renda de até 2,5 salários mínimos, medida pelo Índice de Preços ao Consumidor - Classe 1 (IPC-C1), acumula 4,11% em 12 meses. A taxa é menor que a registrada pelo Índice de Preços ao Consumidor – Brasil (IPC-BR), que mede a inflação para todas as faixas de renda e que acumula variação de 4,57% no período.
Os dados foram divulgados ontem (6) pela Fundação Getulio Vargas (FGV). Apenas em fevereiro, a inflação medida pelo IPC-C1 ficou em 0,07%, taxa inferior ao percentual de janeiro: 0,54%.
A queda do IPC-C1 foi provocada por recuos em seis das oito classes de despesas que compõem o índice, entre elas, alimentação, que passou de uma inflação de 0,34% em janeiro para uma deflação (queda de preços) de 0,45% em fevereiro.
A inflação dos transportes, por exemplo, recuou de 2,07% para 0,72%. Os custos com vestuário, que já tinham caído 0,14% em janeiro, tiveram uma queda ainda maior em fevereiro: 0,37% (ABr).

Pichador terá 3 dias para reparar fachada

A pessoa que for autuada pichando imóveis na cidade de São Paulo - e não quiser pagar uma multa de até R$ 10 mil - terá 3 dias (72 horas) para recuperar a paisagem urbana. O prazo passa a valer assim que um termo de compromisso for assinado. Segundo a prefeitura, a determinação é do vice-prefeito e secretário de prefeituras regionais Bruno Covas, que coordena o Programa de Combate a Pichações.
A lei Cidade Linda prevê multa de R$ 5 mil para o autor da pichação, valor que pode chegar até R$ 10 mil se o ato for contra patrimônio público ou bem tombado. Em caso de reincidência, a multa é aplicada em dobro. A lei previa também que, até a data de vencimento do pagamento da multa, o infrator poderia firmar um Termo de Compromisso de Reparação da Paisagem Urbana.
Mas, por determinação do vice-prefeito, o prazo para a reparação da paisagem urbana foi reduzido para apenas 72 horas, sem relação com o prazo para o vencimento da multa. Pela lei, para que um pichador não seja multado, ele pode reparar o bem pichado ou prestar serviço em outra atividade de zeladoria urbana. Ele também pode aderir a um programa educativo para incentivar o desenvolvimento da prática de grafite (ABr).