ISSN: 2595-8410 Contato: (11) 3043-4171

Fecombustíveis explica por que queda de preço custa a chegar à bomba

A Federação Nacional do Comércio de Combustíveis e de Lubrificantes (Fecombustíveis) divulgou ontem (7) nota oficial na qual procura explicar por que a queda de preços da gasolina e do diesel nas refinarias demora a ser repassada ao consumidor final.

Fecombustiveis temproario

Combustível fica mais barato na bomba só quando companhias distribuidoras reduzem preço. Foto: Tomaz Silba/ABr

“Apesar de a Petrobras divulgar quedas de preços da gasolina e diesel nas últimas semanas, o repasse deste menor custo não acontece na mesma velocidade e proporção nas bombas”, diz a nota da Fecombustíveis.

No período de 25 de setembro a 7 de novembro, o preço da gasolina nas refinarias Petrobras chegou a cair 23,8%, mas a queda não foi sentida pelos consumidor. Segundo a federação, isso se deve ao funcionamento da cadeia de combustíveis, que é formada por refinarias, distribuidoras e postos. "Pelas regras atuais, os postos não podem comprar gasolina e diesel direto das refinarias. Compram apenas das companhias distribuidoras, que são responsáveis por toda a logística do abastecimento nacional em todos os estados brasileiros”.

A nota da Fecombustíveis destaca que as refinarias comercializam gasolina A (sem etanol anidro) e diesel A (sem biodiesel) para as distribuidoras e acrescenta: “nas bases da distribuição são adicionados 27% de etanol anidro e 10% de biodiesel, que, após a mistura, tornam-se gasolina C e diesel C, que são vendidos e distribuídos para os postos por meio rodoviário via caminhões-tanques”.

“Como os postos de combustíveis não podem comprar das refinarias, eles só conseguem diminuir os preços quando as companhias distribuidoras eventualmente os reduzam”, diz a Fecombustíveis. “Os preços da revenda estão ligados diretamente aos preços das companhias distribuidoras, ou seja, se elas reduzirem, os postos, consequentemente, também repassam a redução".

De acordo com a Fecombustíveis, os valores praticados pela Petrobras são aproximadamente um terço do preço pago pelo consumidor nos postos, mas é preciso levar em conta também os custos dos biocombustíveis, impostos, fretes e as margens de lucro.
Na conclusão do texto, a Fecombustíveis lembra que os preços dos combustíveis são livres em todos os segmentos e que não interfere no mercado. Cabe a cada posto revendedor decidir se repassa a queda de preços nas refinarias ao consumidor final, "de acordo com suas estruturas de custo”.

Saques em poupança superam depósitos em outubro

Saques temproario

Foto: Arquivo/ABr

Agência Brasil

Depois de sete meses seguidos de resultado positivo, os saques na caderneta de poupança superaram os depósitos, gerando retirada líquida de R$ 2,532 bilhões em outubro. Segundo relatório divulgado ontem (7) pelo Banco Central (BC), foram depositados, ao longo do mês passado, R$ 194,435 bilhões e sacados R$ 196,968 bilhões

No acumulado dos 10 meses deste ano, os depósitos na poupança superaram as retiradas em R$ 22,968 bilhões. Em outubro, os rendimentos chegaram a R$ 2,950 bilhões. O saldo atualmente depositado em cadernetas ficou em R$ 776,192 bilhões.

Pela legislação em vigor, o rendimento da poupança é calculado pela soma da Taxa Referencial (TR), definida pelo BC, mais 0,5% ao mês, sempre que a Selic está acima de 8,5% ao ano. Quando a Selic é igual ou inferior a 8,5% ao ano, como ocorre atualmente, a remuneração da poupança passa a ser a soma da TR com 70% da Selic. Atualmente a Selic está em 6,5% ao ano.

Bill Gates apresentou vaso sanitário inovador que funciona sem água

Bill temproario

Vaso sanitário apresentado por Bill Gates em exposição na China. Foto: Thomas Peter/Reuters

O fundador da Microsoft, Bill Gates, apresentou ontem (7) em Pequim sua aposta para fazer frente à crise mundial de saneamento: um vaso sanitário que não necessita de água nem de ser conectado a nenhum sistema de depuração para funcionar e que transforma os resíduos humanos em adubos. O multimilionário mostrou este inovador modelo em uma exposição realizada em Pequim para exibir os últimos avanços tecnológicos de saneamento para "reinventar os vasos sanitários" e acelerar sua adoção e comercialização.

"Esta exposição apresenta pela primeira vez tecnologias e produtos de saneamento descentralizado radicalmente novos e prontos para serem comercializados", destacou Gates em comunicado divulgado pela Fundação Bill e Melinda Gates. Alguns destes vasos sanitários já estão sendo testados na cidade sul-africana de Durban, onde também estão sendo iniciados outros modelos alimentados por energia solar, explicou Gates em um vídeo na sua conta oficial no Twitter.

Também participou da exposição o presidente do Banco Mundial (BM), Jim Yong Kim, que destacou que o saneamento é uma das prioridades para sua organização, que se aliará com a Fundação Bill e Melinda Gates para levar instalações sanitárias seguras a todas as partes do mundo. "Os sistemas que podem se estender com rapidez e podem proporcionar um saneamento seguro e sustentável às comunidades são fundamentais para a qualidade de vida e o desenvolvimento do capital humano", declarou.

Segundo os últimos dados da ONU, 60% da população mundial não conta com instalações sanitárias adequadas e quase 900 milhões de pessoas no planeta se veem obrigadas a defecar ao ar livre por não ter acesso a um banheiro. No próximo dia 19, será promovido o 'Dia Mundial do Vaso Sanitário', com o objetivo de sensibilizar sobre a crise mundial de saneamento e fomentar medidas para solucioná-la, de acordo com o estabelecido nos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável, que têm como horizonte o ano 2030 (Agência EFE).

Deputada convida Bolsonaro para visitar o Vêneto

Deputada temproario

Eurodeputada Mara Bizzotto, da Liga. Foto: Divulgação/Internet

A eurodeputada Mara Bizzotto, expoente do partido de ultradireita italiano Liga, convidou o presidente eleito Jair Bolsonaro para visitar o Vêneto, no nordeste do país europeu, em sua primeira viagem ao exterior. O convite está em uma entrevista que será publicada na próxima edição da revista "Comunità Italiana" e se apoia nas origens vênetas do capitão reformado.

"Faço publicamente um convite ao presidente Bolsonaro, para que sua primeira visita oficial ao exterior seja à Itália e para que ele venha ao Vêneto, terra de seus antepassados, à descoberta de suas raízes", disse Bizzotto, que é da região. Segundo uma pesquisa genealógica conduzida pelo sociólogo ítalo-brasileiro Daniel Taddone, Bolsonaro é descendente de italianos do Vêneto e da Calábria, por parte de pai, e da Toscana, por parte de mãe - seu avô paterno, Angelo Bolsonaro, é de Pedreira (SP), mas filho de italianos da província vêneta de Pádua.

"Seria uma grande honra para todos nós vênetos e para a Itália. Bolsonaro tem origens distantes no Vêneto, e foi um grande orgulho ver um vêneto-brasileiro se tornar presidente", acrescentou a eurodeputada. Bizzotto também disse estar convencida de que Bolsonaro fará "todo o possível" para extraditar Cesare Battisti. "A mamata de Battisti está para terminar, e nós ficaremos muito felizes em receber este presente que Bolsonaro nos dará em breve", completou. Seu partido, a Liga, é liderado pelo ministro do Interior Matteo Salvini, apoiador de Bolsonaro (ANSA).

F1 confirma GP no Vietnã para temporada de 2020

A Fórmula 1 confirmou ontem (7) que o Vietnã irá receber um Grande Prêmio da categoria a partir da temporada de 2020. O circuito terá 5.565 metros e estará localizado em Hanói, capital do Vietnã e a segunda cidade mais populosa do país, com cerca de 7,5 milhões de habitantes. Apesar do Vietnã não ter nenhuma tradição no automobilismo e nunca ter recebido antes uma corrida da F1, o objetivo da inclusão do país é expandir a categoria no continente asiático. Atualmente, o Japão, a China e a Singapura recebem provas da principal categoria do automobilismo mundial.

A F1 confirmou que a prova será realizada em abril de 2020, mas não informou a data. "Desde que nos envolvemos neste esporte em 2017, falamos sobre o desenvolvimento de novas cidades de destino para ampliar o apelo da Fórmula 1, e o Grande Prêmio do Vietnã é uma realização dessa ambição", afirmou o CEO da F1, Chase Carey. O circuito vietnamita terá inspiração nas pistas de Suzuka, Monte Carlo e Nürburgring. Além disso, o principal destaque da pista é a reta de 1,5 km que poderá ser o principal ponto de ultrapassagem.

"É mais uma demonstração da capacidade do Vietnã, como uma das economias que mais crescem no mundo para sediar eventos em escala global e atrair o turismo para o país. A corrida oferece uma oportunidade de investimento interno para o Vietnã e, principalmente, para levar a empolgante Fórmula 1 ao povo do Vietnã", disse o prefeito de Hanói, Nguyen Duc Chung (ANSA).

DESCOBERTAS 202 COVAS COLETIVAS DO EI NO IRAQUE

A ONU revelou ontem (6) que descobriu 202 covas coletivas em áreas do Iraque controladas pelo grupo jihadista Estado Islâmico (EI), que foram usadas para enterrar corpos de até 12 mil pessoas. Os cemitérios em massa foram encontrados nos territórios de Nineveh, Kirkuk, Salah al Din e Anbar, nas regiões Norte e Oeste do país.

As áreas viveram sob o domínio do Estado Islâmico entre 2014 a 2017. De acordo com a ONU, ainda devem ser achadas mais covas nos próximos meses e anos. O local com maior quantidade de corpos foi Mosul, no norte iraquiano, com quatro mil mortos. Há mulheres, crianças, idosos, pessoas com deficiência e policiais iraquianos entre as vítimas.

As escavações e exumações são tratadas como cenas de crimes pela ONU e os dados obtidos nas buscas serão utilizados como provas para futuros processos internacionais contra o grupo terrorista.
"Os terríveis crimes do EI no Iraque deixaram as manchetes mas o trauma das famílias das vítimas persiste, com milhares de mulheres, homens e crianças ainda abandonados", disse a Alta Comissária da ONU para os direitos humanos, Michele Bachelet (ANSA).

 
 

Rua Vergueiro, 2949, 12º andar – cjto 121/122
04101-300 – Vila Mariana – São Paulo - SP

Contato: (11) 3043-4171