Contato: (11) 3043-4171

Desafio do próximo presidente é melhorar qualidade do ensino no país

Os números da educação brasileira são tão grandes quanto o desafio do próximo presidente da República para impulsionar a educação no país.

Desafio temproariio

Nas universidades públicas, o orçamento não acompanhou o aumento das matrículas e a expansão das instituições que ocorreu nos últimos anos. Foto: Tomaz Silva/ABr

Para assegurar a melhoria da qualidade, serão necessários investimentos em áreas distintas: garantir um ensino médio mais inclusivo e atrativo, ampliar o acesso e o financiamento ao ensino superior e melhorar a formação de docentes.

Na educação básica, atualmente 48,6 milhões de estudantes de 4 a 17 anos estão matriculados em 184,1 mil escolas públicas e privadas, mas cerca de 2,5 milhões não frequentam as salas de aula. Isso significa que as redes pública e privada atendem 96,4% das crianças e adolescentes brasileiros. Em 1970, esse índice era de 48%, o que mostra a evolução do acesso à educação nos últimos anos no Brasil. O nível de aprendizagem, porém não acompanhou a universalização do acesso.

O Ideb, que mede tanto a aprovação dos estudantes quanto o nível de aprendizagem dos estudantes em português e matemática, mostra que o país cumpre as metas estipuladas apenas até o 5º ano do ensino fundamental. No ensino médio, a meta não é cumprida desde 2013. De acordo com o MEC, quando saem da escola, ao final do ensino médio, sete a cada 10 estudantes não aprendem o básico em português. O mesmo número tem aprendizado insuficiente em matemática. Na outra ponta, apenas 4,5% dos estudantes alcançaram um nível de aprendizagem considerada adequada em matemática e 1,6% em língua portuguesa.

No ensino superior, o desafio ainda é a ampliação de matrículas. O número total de estudantes matriculados, dividido pela população de 18 a 24 anos, deve chegar a 50% até 2024 - atualmente é 34,6%. Nas universidades públicas, o orçamento não acompanhou o aumento das matrículas e a expansão das instituições que ocorreu nos últimos anos. Os recursos previstos para investimentos em 2018 caíram para quase um quarto do que eram em 2013.

Os próximos governantes também terão que voltar a atenção a quem trabalha diariamente em sala de aula. Dados do Inep mostram que muitos professores não têm formação nas disciplinas que lecionam. Em 2016, na educação infantil, 53,4% não tinham formação superior adequada à área. No ensino fundamental, o percentual chegava a 49,1% nos anos finais (do 6º ao 9º ano) e 41% nos anos iniciais (do 1º ao 5º ano). No ensino médio, 39,6% não tinham formação adequada. Atualmente, professores de escolas públicas ganham, em média, 74,8% do que ganham profissionais assalariados de outras áreas, ou seja, cerca de 25% a menos (ABr).

Itália inicia testes com armas de choque elétrico

Italia temproariio

Polícia usará 'tasers' durante 3 meses em 12 cidades. Foto: ANSA

A polícia da Itália começou a fazer o uso experimental de pistolas de choque elétrico em 12 cidades do país, e já recebeu diversos pedidos para ampliar o teste. Por essa razão, uma lei está sendo estudada para o instrumento ser usado também por agentes locais, informou o Ministério do Interior. A medida, promovida pelo vice-primeiro-ministro Matteo Salvini, é uma maneira de tentar reduzir a letalidade de ações policiais caso os agentes se encontrem em situações de resistência.

"É uma arma de dissuasão não-letal, e sua utilização é um importante fator dissuasivo, sobretudo para operadores de segurança que podem se encontrar em situações-limite", disse Salvini, na ocasião. Os chamados "tasers" estão sendo testados nas cidades de Milão, Nápoles, Turim, Bolonha, Florença, Palermo, Gênova, Catânia, Pádua, Caserta, Reggio Emília e Brindisi. No final do período experimental, que tem duração de três meses, será feita uma avaliação sobre a eficácia do novo instrumento. Se positivo, haverá ampliação para outras cidades.

O decreto que autoriza o teste foi assinado em julho e prevê que, além do spray de pimenta e a arma tradicional, o teaser faça parte do arsenal policial. Os testes são conduzidos pela Polícia de Estado, pela Arma dos Carabineiros e pela Guarda de Finanças. As diretrizes definem o objeto como "uma arma pessoal", que usa impulsos elétricos para inibir os movimentos do sujeito afetado. A distância aconselhável para um tiro efetivo é de 3 a 7 metros. A decisão de usar o taser foi tomada depois que um jovem foi morto pela polícia ao tentar agredir um agente. O equipamento também será usado pelo Vaticano na segurança do papa Francisco (ANSA).

Serviço de táxi exclusivo para mulheres em Paris

"Kolett", o novo serviço de táxi reservado às mulheres, está chegando a Paris. No estilo da multinacional Uber, o aplicativo de serviço 100% feminino funcionará na parte oeste da cidade francesa. Caso seja bem recebido, o serviço prevê uma expansão para o resto da cidade, podendo chegar até o exterior. O objetivo inicial da empresa é atingir 3 mil corridas por mês. Segundo jornal francês "Le Parisien", os motoristas serão todas do sexo feminino, assim como as clientes. Homens poderão entrar nos carros somente se acompanhados de uma mulher.

Contando de onde surgiu a ideia do aplicativo, a cofundadora da Kolett, Valérie Furcajg, lembrou das noites em que saía para passear, mas, muitas vezes precisava pegar um táxi sozinha para voltar para casa.
"Naquelas situações, você não quer necessariamente ficar sozinha em um carro com um desconhecido: não somente por uma questão de segurança, às vezes você só quer evitar alguns comentários inconvenientes", afirmou.

Furcajg disse que cerca de 95% dos motoristas do Uber e de aplicativos similares são homens, mas "não existem motivos para que esse desequilíbrio perdure". Por ora, o serviço "Kolett - Driven by Women" dispõe de 40 motoristas mulheres, mas a pretensão é dobrar esse número em breve. Todos os carros contam ainda com assentos especiais para as crianças (ANSA).

Ex-líder de quadrilha da Rocinha, Nem é condenado a 66 anos de prisão

Ex temproariio

Nem foi preso em novembro de 2011, durante operação na comunidade para a implantação da Unidade de Polícia Pacificadora. Foto: Reprodução TV Globo

Agência Brasil

O 3º Tribunal do Júri do Rio de Janeiro condenou Antônio Francisco Bonfim Lopes, conhecido como Nem, a 66 anos de prisão por dois homicídios, em maio de 2011. O julgamento, iniciado na última terça-feira (4), foi concluído na noite de quinta (6). Apontado como chefe da quadrilha que controlava a venda de drogas na Rocinha, Nem foi preso em novembro de 2011, durante operação na comunidade para a implantação da Unidade de Polícia Pacificadora (UPP).

Ele também é considerado um dos responsáveis pelos confrontos armados, iniciados em meados do ano passado, pelo controle dos pontos de comércio de drogas na favela. Nem foi condenado pelos homicídios qualificados e pelas ocultações de cadáver da modelo Luana Rodrigues de Sousa e da amiga dela, Andressa de Oliveira.

“Assim, considerando o longo período da apontada liderança, bem como a vastidão de agentes sob o comando do acusado, que exercia poder avocando funções exclusivas do Estado, impedindo, inclusive, que o Estado exercesse na plenitude sua soberania, face ao exército de criminosos associados e cumpridores de ordens do réu e, finalmente, o poder bélico necessário para a garantia da liderança na comunidade”, diz a sentença. Também foi condenado Thiago de Souza Cheru, a 30 anos e quatro meses de prisão. Anderson Rosa Mendonça e Rodrigo Belo Ferreira foram absolvidos.

Angelina Jolie estaria 'arrependida' de casamento com Pitt

A atriz Angelina Jolie estaria "totalmente arrependida" de ter se casado com o galã Brad Pitt, informou na quarta-feira (5) o site "Hollywood Life", citando uma fonte próxima da norte-americana. "Os dias em que Angelina sentia falta de Brad [Pitt] passaram bem e verdadeiramente. Tudo o que ela quer agora é que ele esteja fora de sua vida, ponto final", disse a fonte.

Na publicação, é ressaltado ainda que Angelina, de 43 anos, gostaria de esquecer que Pitt existe. No entanto, ela está ciente de que, por causa dos filhos, seu ex-marido será sempre parte de sua vida. Além disso, o site reforça que o divórcio tem sido, particularmente, estressante para Angelina, que perdeu muito peso.

Angelina Jolie e Brad Pitt travaram uma batalha judicial para oficializar o divórcio desde setembro de 2016. Os dois disputam a custódia dos seis filhos, Maddox, de 17 anos, Pax, de 14, Zahara, de 13, Shiloh, de 12; e os gêmeos Vivienne e Knox, de 10 (ANSA).

 

Rua Vergueiro, 2949, 12º andar – cjto 121/122
04101-300 – Vila Mariana – São Paulo - SP

Contato: (11) 3043-4171