Inadimplência atinge 63,6 milhões de consumidores no primeiro semestre

A inadimplência em todo o país atingiu 63,6 milhões de consumidores - 42% da população adulta brasileira -, ao final do primeiro semestre deste ano, de acordo com o Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) e a Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL)

Inadimnplencia temproario

O maior crescimento no atraso de contas foi observado na população idosa (65 aos 84 anos), com alta de 10,76%. Foto: Willian Moreira/Futura Press

Conforme um ensaio publicado na revista científica “The Lancet Psychiatry”, o primeiro a empregar a tecnologia de RV – que coloca o usuário em um ambiente virtual – para novas intervenções psicológicas, acrofobia é o mais comum dos medos. 
De acordo com o estudo, 1 de cada 5 pessoas afirma ter sofrido isso em algum momento da vida, enquanto 1 de cada 20 está clinicamente diagnosticada. O experimento, dirigido pelo psicólogo Daniel Freeman, da Universidade de Oxford, no Reino Unido, usou um grupo de 100 pessoas diagnosticadas com acrofobia e que não faziam qualquer tratamento. Ao todo, 49 participantes foram tratados com o software de RV, enquanto 51 receberam o tratamento convencional.
Cada indivíduo teve que responder um questionário sobre a gravidade do que sentia no início e no fim do processo e participar de uma reunião de controle quatro semanas depois do encerramento do processo. O tratamento de RV teve seis sessões de meia hora cada, durante duas semanas. Nesse período, os usuários entravam, gradualmente, em espaços mais complexos, onde tinham que enfrentar o medo em tarefas como olhar através de uma barreira, caminhar em uma plataforma flutuante ou salvar um gato no alto da árvore.
Todos os usuários que finalizaram o tratamento com RV garantiram que a acrofobia tinha diminuído e 34 pessoas declararam não ter mais o medo na sessão de acompanhamento. Por outro lado, os 51 do outro procedimento estavam como antes. “Os tratamentos de realidade virtual têm potencial de ser efetivos, mais rápidos e mais atraentes para muitos pacientes”, disse Freeman, acrescentando que este pode ser um sistema de “alta qualidade para muito mais gente e a um preço acessível“. 
Os especialistas, porém, reconheceram algumas carências do processo, como não ter como compará-lo com outros tratamentos atuais para fobias ou o fato de não avaliar o medo em um cenário real. De acordo com o texto, contudo, um participante garantiu que sua rotina melhorou após o processo. “Continuo tendo uma pequena reação, tanto na RV quanto fora, mas é menos e posso sentir as pernas relaxadas, já que não sinto a necessidade de me agarrar a alguma coisa”, afirmou (Agência EFE).

Pediatras brasileiros criticam investida dos EUA contra amamentação

Pediatras temproario

Pediatas brasileiros criticam EUA por tentativa de mudar resolução da OMS sobre aleitamento materno. Foto: Valter Campanato/ABr

Após investida dos Estados Unidos para mudar uma resolução da Organização Mundial da Saúde (OMS) sobre defesa e promoção do aleitamento materno, pediatras e entidades brasileiras criticaram a ação dos norte-americanos e sugerem posicionamento do Brasil nos fóruns internacionais em defesa da amamentação. Durante reunião, em maio, da Assembleia Mundial da Saúde, representantes dos Estados Unidos tentaram retirar trecho de uma resolução que prevê que os países devem proteger e promover a amamentação.
A Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP) divulgou nota pública criticando a posição da delegação dos Estados Unidos. O 1º vice-presidente da SBP, Clóvis Constantino, propôs reuniões entre representantes da entidade e especialistas com representantes de diversas entidades, para formular propostas que possam ser apresentadas pelo governo brasileiro nos fóruns internacionais. “A gente entende que a cidadania saudável começa no início da vida e o aleitamento materno faz parte dessa saúde”, disse.
Na promoção do aleitamento materno no país, o médico defende a licença-maternidade de seis meses para trabalhadoras públicas e do setor privado, aumento no número de locais de amamentação e a ampliação da licença-paternidade. O texto recomenda ainda que os governos coíbam propaganda e campanhas para uso de fórmulas industrializadas em substituição ao leite materno.
De acordo com reportagem do jornal The New York Times, a investida seria a favor dos fabricantes de fórmulas infantis. Apesar da ação, os EUA não conseguiram eliminar o trecho do texto final. A política brasileira de aleitamento materno é referência em outras partes do mundo. O modelo, adotado desde os anos 80 e atualizado com frequência, é seguido por 23 países, que compõem a rede internacional de bancos de leite na América Latina, Península Ibérica, no Caribe e na África (ABr).

Resultado da segunda chamada do ProUni

Os estudantes já podem conferir o resultado da segunda chamada do Programa Universidade para Todos (ProUni), na internet. A lista com os candidatos pré-selecionados nesta chamada do segundo semestre de 2018 foi divulgada ontem (16). Os estudantes têm até o próximo dia 23 para apresentar nas instituições de ensino os documentos que comprovem as informações prestadas no momento da inscrição.
A pré-seleção assegura ao candidato apenas a expectativa de direito à bolsa. Aquele que estiver na lista deverá ainda ir à instituição de ensino para comprovar as informações. A lista com a documentação necessária está na página do ProUni. O candidato deve verificar, na instituição, os horários e o local de comparecimento para a aferição das informações. A perda do prazo ou a não comprovação das informações implicará, automaticamente, na reprovação do candidato.
Quem não foi selecionado em nenhuma das chamadas pode aderir à lista de espera nos próximos dias 30 e 31, na página do ProUni, na internet. A lista de espera será divulgada no dia 2 de agosto. O ProUni oferece bolsas de estudo em instituições privadas de ensino superior. Ao todo, neste processo seletivo, serão ofertadas 174.289 bolsas, sendo 68.884 integrais e 105.405 parciais, em 1.460 instituições (ABr).

Filhas do segundo casamento de Mandela recorrem por herança

Filhas temproario

Quando Mandela faleceu, em 2013, seu patrimônio era avaliado em mais de 3 milhões de euros. Foto: Tomaz Silva/ABr

Duas das filhas do ex-presidente da África do Sul, Nelson Mandela, Zenani e Zindzi, recorrerão no Tribunal Constitucional da África do Sul da decisão de seu pai de deixar a casa da família onde está enterrado, no seu vilarejo natal de Qunu, para um fideicomisso.
As duas filhas que Mandela teve com sua segunda esposa, Winnie Madikizela-Mandela, levarão a disputa até a última instância judicial, apesar de suas reivindicações anteriores nunca terem prosperado nas diferentes batalhas judiciais empreendidas desde que sua mãe - falecida em abril deste ano - iniciou o processo, em 2014.
A notícia, publicada no domingo (15) pelo jornal “Sunday Times” e que repercute na imprensa do país, chega dias antes de a África do Sul lembrar amanhã (18) o centenário do nascimento deste ícone da luta contra a segregação racial. A propriedade de Qunu (sudeste) está atualmente sob a custódia de um fideicomisso que a administra em benefício da família Mandela, incluindo sua terceira e última esposa, Graça Machel, como administradora.
As filhas argumentam que a propriedade deveria ter passado para as mãos de sua mãe, com quem o antigo ativista foi casado de 1958 até o divórcio, em 1996. Quando Mandela faleceu, em 2013, seu patrimônio era avaliado em mais de 3 milhões de euros, segundo seu testamento. Winnie não estava entre os beneficiados e a propriedade de Qunu só estava no nome do seu ex-marido. Ela, no entanto, alegava que a propriedade tinha sido adquirida quando ainda eram casados e que, portanto, tinha direitos sobre ela.

Legião de Honra por título mundial

Os jogadores da seleção da França, campeões da Copa do Mundo na Rússia, e o técnico Didier Deschamps receberão a Legião de Honra, principal condecoração do país, segundo informaram fontes do governo.
Como já havia feito Jacques Chirac em 1998, quando o time liderado por Zinedine Zidane foi campeão mundial no torneio disputado em casa, o atual presidente francês, Emmanuel Macron, também concederá a honraria em cerimônia que acontecerá nos próximos meses.
Ontem (16), Macron recebeu no Palácio do Eliseu a delegação que bateu a Croácia por 4 a 2 na final da Copa, após a carreata do time pela capital Paris, que contou com a presença de milhares de torcedores. O avião com a equipe da França desembarcou no meio da tarde no aeroporto Charles de Gaulle, onde toda a delegação recebeu a saudação dos bombeiros com jatos de água. Os jogadores e a comissão técnica desfilaram em carro aberto em torno do Arco do Triunfo, no coração da cidade (Agência EFE).

Papa surpreende e celebra casamento de brasileira

O papa Francisco celebrou de surpresa no último sábado (14) o casamento de um membro da Guarda Suíça com uma brasileira, na igreja de Santo Estêvão dos Abissínios, no Vaticano. Letícia Vera e o suíço Luca Elia Maria, que faz parte da corporação que cuida da segurança do Papa, foram os privilegiados pela aparição de Francisco, noticiada pelo “Vatican News”, site oficial de notícias da Santa Sé.
O padre brasileiro Renato dos Santos, responsável pela cerimônia, foi surpreendido pela presença do Pontífice, que estava sentado e sorridente na sacristia no momento em que o sacerdote chegou para o casamento. Os noivos também não sabiam da surpresa. “Nunca esperei encontrar ao Papa em uma sacristia. Eu o vi como um pároco que cuida de suas ovelhas”, disse o padre. “Começo”, “parada” e “retomada do caminho” foram os conceitos fundamentais apresentados por Francisco na homilia para que o matrimônio seja vivido em sua plenitude (ANSA).

Mais Lidas

Strict Standards: Only variables should be assigned by reference in /home/storage/0/5e/4e/jornalempresasenegoc/public_html/modules/mod_sp_facebook/mod_sp_facebook.php on line 84

Rua Vergueiro, 2949, 12º andar – cjto 121/122
04101-300 – Vila Mariana – São Paulo - SP