Indústria do fumo dos EUA terá que publicar em jornais os efeitos do cigarro
Hoje (24), 50 dos jornais mais importantes dos EUA começam a publicar anúncios de página inteira ‘contando’ os verdadeiros efeitos do tabaco.


As principais companhias de tabaco dos Estados Unidos começam hoje (24) a publicar anúncios em 50 importantes jornais para “corrigir” as afirmações enganosas feitas durante anos sobre os efeitos do tabagismo, ação que cumpre ordem judicial de 2006

Em nota, o Departamento de Justiça norte-americano alertou sobre a inundação iminente de anúncios na mídia americana durante o próximo ano.
Hoje (24), 50 dos jornais mais importantes dos EUA, incluindo o Wall Street Journal, New York Times e Washington Post começaram a publicar anúncios de página inteira que visam “esclarecer” ao público os verdadeiros efeitos do tabaco, diz a nota. As publicações nos jornais serão feitas durante quatro meses. Além disso, no início da próxima semana e durante um ano, emissoras de televisão de todo país transmitirão esses anúncios.
Segundo o Departamento de Justiça, os anúncios vão incluir algumas dessas frases: “Fumar mata, em média, 1,2 mil americanos por dia”; “Fumar é altamente viciante, a nicotina é a droga que causa dependência ao tabaco”; e “As empresas de tabaco projetaram cigarros intencionalmente com nicotina suficiente para criar e manter essa dependência”. O processo remonta a 1999, quando o governo de Bill Clinton (1993-2001) acusou as companhias de tabaco de conspirar para enganar o público sobre os riscos de fumar e de promover o consumo de tabaco entre adolescentes com campanhas publicitárias que incluíam desenhos animados.
Como parte desse processo, em 2006, o Tribunal do Distrito de Columbia determinou que as empresas Altria, a sua filial Philip Morris USA e R.J. Reynolds Tobacco que publicassem nos veículos de imprensa dos EUA anúncios para “corrigir” a percepção errada que o público tinha há anos sobre o tabaco. A ordem começou a ser cumprida hoje, com mais de dez anos de atraso, devido à grande quantidade de recursos interpostos pelas companhias de tabaco (ABr/EFE).

Marinha argentina confirma explosão em submarino

Imagem de arquivo do submarino ARA San Juan.

O porta-voz da Marinha da Argentina, Enrique Balbi, confirmou ontem (23) que “foi registrado um evento anômalo, curto, violento e não nuclear, equivalente a uma explosão” no submarino ARA San Juan, que está desaparecido desde o dia 15. Apesar de não precisar a data em que o problema teria ocorrido, o representante informou que a mensagem veio através da embaixada da Argentina na Áustria e que coincide com um relatório de “ruído” recebido dos norte-americanos.
Mais cedo, o próprio Balbi havia relatado que uma “anomalia hidroacústica” tinha sido detectada em um ponto cerca de 56 km distante do local onde o submarino fez o último contato com a Marinha. Por conta disso, aeronaves dos Estados Unidos e do Brasil começaram a vasculhar a área para tentar localizar o submarino. Atualmente, mais de 10 países atuam na busca pelo equipamento militar que levava 44 pessoas.
“Não sabemos a causa que produziu isso nesse lugar, nesse tempo. Sobre qualquer hipótese ou conjectura, até que não tenhamos uma evidência concreta, não podemos dar nenhuma afirmação conclusiva”, acrescentou. O submarino ARA San Juan fez o último contato na manhã do dia 15, por volta das 11h (hora local), quando estava no Mar Argentino e a pouco mais de 430 km de distância da Patagônia. Até o momento, mais de quatro mil pessoas atuam na busca pela embarcação (ANSA).

NOVOS MEDICAMENTOS PARA TRATAR MAL DE PARKINSON

Sete anos após a última atualização sobre o tratamento aos pacientes com mal de Parkinson na rede pública do país, o Ministério da Saúde aprovou um novo protocolo clínico que inclui mais dois tipos de medicamentos: Rasagilina (1mg) e Clozapina (25mg e 100 mg). Cerca de 200 mil pessoas sofrem com a doença no país, e a inclusão desses fármacos visa a melhorar a qualidade de vida desses pacientes, minimizando os transtornos causados pela doença. 
A previsão é de que a Rasagilina possa ser colocada à disposição da população até o final de fevereiro próximo. Em relação à Clozapina, esse remédio já vinha sendo adotado no SUS em casos de transtorno bipolar e esquizofrenia, e será distribuído também para o controle de sintomas psicóticos das pessoas com Parkinson.
De acordo com a OMS, o mal de Parkinson atinge 1% da população mundial com mais de 65 anos. É uma doença neurodegenerativa que afeta as condições motoras do corpo, causando tremores, rigidez muscular, bradicinesia (lentidão na resposta) e alterações posturais. Além disso, durante a sua progressão, podem surgir sintomas psicóticos tais como o comprometimento da memória, depressão, alterações do sono e distúrbios do sistema nervoso autônomo.

Decoração de Natal deixa as pessoas mais felizes

Uma nova pesquisa mostrou que antecipar a decoração de Natal, enfeitando a árvore natalina e espalhando luzinhas pela casa, torna as pessoas mais felizes.
“Em um mundo cheio de estresse e de ansiedade, as pessoas gostam de associar coisas ao que as torna felizes. E os enfeites de Natal evocam esses fortes sentimentos de infância. Mesmo que possam existir uma série de razões para antecipar a decoração, mais comumente isso ocorre por motivos nostálgicos”, explica o psicanalista Steve McKeown, que liderou o estudo.
Segundo o especialista, “reviver a magia” dessa época do ano, pode “compensar o tempo passado” porque reconecta as pessoas “com a criança que existe dentro de nós”. Pela tradição católica, a árvore de Natal deve ser montada no início do advento de Natal, período de quatro domingos antes da data religiosa do nascimento de Jesus Cristo. Neste ano, o advento começa no dia 3 de dezembro. O desmonte da árvore é no dia 6 de janeiro, data da Epifania.
Por sua vez, a tradição cristã ortodoxa define o dia 6 de dezembro para a montagem. Já nos Estados Unidos e no Canadá, a decoração tem por tradição ser montada no dia seguinte à celebração de Ação de Graças, ou seja, a partir de hoje (24) - (ANSA).

Robinho é condenado a 9 anos

A nona seção do Tribunal de Milão condenou ontem (23) o atacante Robinho, do Atlético Mineiro, a nove anos de prisão por “violência sexual em grupo” contra uma jovem albanesa. O caso ocorreu em 22 de janeiro de 2013, quando o jogador defendia o Milan e a vítima tinha 22 anos.
Segundo a investigação, o ato teve a participação de Robinho e de mais cinco pessoas. Em 2014, Robinho chegou a divulgar um vídeo chamando a acusação de “triste e mentirosa” e ameaçou processar a imprensa por publicar informações “mentirosas”. Como a sentença foi dada em primeira instância, ainda cabe recurso (ANSA).

Como a ‘Black Friday’ se tornou um fenômeno mundial?

Como temproario

A “Black Friday”, hoje um fenômeno mundial que movimenta o comércio, surgiu em meados dos anos 1960 nos Estados Unidos. Realizada na sexta-feira seguinte ao tradicional Dia de Ação de Graças, o dia era marcado pelos enormes descontos e promoções de móveis, roupas, brinquedos e diversos outros objetos. A novidade caiu no gosto da população e se tornou uma tradição. A partir de então, a “Black Friday” ganhou mais espaço nos centros comerciais e, todos os anos no final de novembro, as lojas ficam lotadas de consumidores.
O sucesso da liquidação fez com esse dia, ano após ano, ficasse conhecido como o grande símbolo do consumismo norte-americano. Neste ano, o “evento” acontece hoje (24). Na tentativa de atrair mais clientes, atualmente as lojas não se limitam apenas em realizar a promoção em um dia. Grande parte dos estabelecimentos antecipam a data e colocam grandes descontos em seus produtos uma semana antes da tradicional sexta-feira.
Em 2008, em Nova York, um funcionário da Wal-Mart, uma grande rede de supermercados, foi pisoteado durante a abertura da loja por mais de dois mil pessoas. No mesmo ano, na Califórnia, dois pais brigaram entre si para para comprar o mesmo brinquedo para seus filhos, visto que ele era o último da loja. Já na “Black Friday” de 2014, a euforia das pessoas era tanta para a abertura das lojas que a polícia britânica precisou intervir para conter a multidão em diversos estabelecimentos de Dundee, Glasgow, Cardiff, Manchester e Londres.
Na Itália, como no Brasil, a tradição é recente. A “Black Friday” explodiu no país por conta dos grandes descontos que as lojas ofereciam pela internet. Agora, a data também está se tornando uma “tradição” no país (ANSA).

Decoração de Natal deixa as pessoas mais felizes

Uma nova pesquisa mostrou que antecipar a decoração de Natal, enfeitando a árvore natalina e espalhando luzinhas pela casa, torna as pessoas mais felizes.
“Em um mundo cheio de estresse e de ansiedade, as pessoas gostam de associar coisas ao que as torna felizes. E os enfeites de Natal evocam esses fortes sentimentos de infância. Mesmo que possam existir uma série de razões para antecipar a decoração, mais comumente isso ocorre por motivos nostálgicos”, explica o psicanalista Steve McKeown, que liderou o estudo.
Segundo o especialista, “reviver a magia” dessa época do ano, pode “compensar o tempo passado” porque reconecta as pessoas “com a criança que existe dentro de nós”. Pela tradição católica, a árvore de Natal deve ser montada no início do advento de Natal, período de quatro domingos antes da data religiosa do nascimento de Jesus Cristo. Neste ano, o advento começa no dia 3 de dezembro. O desmonte da árvore é no dia 6 de janeiro, data da Epifania.
Por sua vez, a tradição cristã ortodoxa define o dia 6 de dezembro para a montagem. Já nos Estados Unidos e no Canadá, a decoração tem por tradição ser montada no dia seguinte à celebração de Ação de Graças, ou seja, a partir de hoje (24) - (ANSA).

7 em cada 10 pessoas tiveram suas dívidas renegociadas

Os primeiros 18 dias do Feirão Limpa Nome de 2017 já fizeram desta edição do evento a maior da história realizada pela Serasa. Até o último dia 22, mais de 810 mil consumidores negociaram ao menos uma dívida pelo site. Isso representa um crescimento de 90% comparado com o mesmo período do ano anterior. “Isso mostra que além de os brasileiros estarem buscando renegociar e quitar suas dívidas, as empresas participantes também estão buscando recuperar o crédito com todas as vantagens e facilidades que nossa plataforma digital Serasa Limpa Nome traz para ambas as partes”, diz Raphael Salmi, Diretor de Estratégia da Serasa Experian.
A versão do Feirão esse ano, diferente das demais, acontece 100% pela internet. O objetivo é focar esforços para possibilitar que todo brasileiro, independente de sua localização, pudesse quitar suas dívidas e cumprir a promessa de terminar o ano com o nome limpo. Isso atraiu um público que já está acostumado a fazer tudo pela internet, principalmente pelo Smartphone.
Até o momento, apenas o site do Feirão teve mais de 3.5 milhões de visitas, um crescimento de 170% comparado com o mesmo período do ano anterior.
Durante o Feirão, que vai até o dia 30, o consumidor pode negociar diretamente com a empresa participante, o que aumenta as chances de um acordo mais satisfatório para ambas as partes. As negociações com Bancos e Financeiras lideram a lista por segmento, com 31,5%. Depois se destacam: empresas de Cartão de Crédito - incluindo Cartões de Loja/Varejo (29,1%); Telecom (19,4%); Recuperadoras de crédito (17,1%); e Pequenas e Médias empresas (2,9%) (Serasa Experian).

 
Mais Lidas