Controlar a ansiedade é importante para quem vai fazer o Enem

Regina Pedroza, do Instituto de Psicologia da UnB, diz que a concentração é fundamental para o bom desempenho na prova.


Faltando pouco mais de uma semana para a primeira prova do Enem, os candidatos precisam controlar a ansiedade, para não deixar o nervosismo atrapalhar seu desempenho

A professora do Instituto de Psicologia da UnB, Regina Pedroza, diz que a concentração é muito importante para o bom desempenho na prova, mas o candidato deve tentar manter seu cotidiano nos últimos dias antes do exame.
“Ele tem que continuar estudando, tem que estar concentrado e focado. Mas essa concentração não pode ser algo que vai consumir todas as energias do candidato. Ele tem que continuar com o seu cotidiano, tem que estudar, mas tem que dormir bem, se alimentar bem e se divertir também. Ficar focado não significa que ele deve abrir mão de tudo que faz normalmente”, diz. Os pais também têm papel importante no controle dessa ansiedade.
Segundo a psicóloga, apesar de ser um momento importante, não deve haver pressão por um bom desempenho. “Os pais têm que entender que a pressão não ajuda, o que ajuda é eles estarem com seus filhos, e isso significa estar acompanhando, conversar e, em determinados momentos, permitir que os jovens possam extravasar seu nervosismo, mas sem achar que uma bronca, uma exigência vai ajudar, pelo contrário”, orienta Regina.
A orientadora educacional do Colégio Dínamis, do Rio de Janeiro, Jane Rapoport, diz que agora não é mais o momento de aprofundamento dos estudos, e sim de revisão. Ela também recomenda que o candidato faça atividades de lazer, para se distrair, mas sempre mantendo o que já está acostumado a fazer. “Não vai jogar futebol se você não tem esse hábito, até porque tem o risco de acidente”. Para fazer uma prova tranquila, é importante que o estudante tenha uma estratégia para resolver as questões.
A dica do professor de matemática Bruno Vianna, do Colégio Mopi, do Rio de Janeiro, é deixar para o final as perguntas que não sabe responde e dar prioridade aos assuntos que domina. “Quando esbarrar em uma questão que não domina e não sabe como resolver, ele deve automaticamente pular. Com isso, sobra mais tempo para voltar a essas questões e fazer com mais calma, evitando o nervosismo, porque o que é dele ele já garantiu, e o que vier depois é lucro”, diz (ABr).

Parlamento catalão aprova independência e Senado espanhol intervém

Milhares de pessoas comemoraram o resultado do lado de fora do Parlamento local.

O Parlamento catalão aprovou, em votação secreta, a resolução que declara a independência da região na sexta-feira (27). Foram 70 votos a favor, 10 contrários e dois em branco, em uma votação que contou com a abstenção dos membros das siglas contrárias ao processo de separação. “Constituímos a República Catalã como Estado independente e soberano de direito democrático e social”, dizia o texto apresentado pela manhã.
Milhares de pessoas comemoraram o resultado do lado de fora do Parlamento local, onde já foi possível ouvir o hino “Els Segadors”. Com isso, a Casa abriu o “processo constituinte” da República e decidiu que entrará em vigor a “lei de transição jurídica e de fundação da República”. O rompimento unilateral já era esperado após o presidente da região, Carles Puigdemont, desistir da ideia de convocar novas eleições para a Catalunha para tentar amenizar a crise com Madri.
Através do Twitter, o premier espanhol, Mariano Rajoy, pediu “tranquilidade” para os espanhóis e afirmou que “o Estado de Direito restaurará a legalidade na Catalunha”. Lofo após, Senado espanhol votou a favor da aplicação inédita do artigo 155, que retira temporariamente a autonomia da região e destitui os atuais líderes. Foram 214 votos a favor, 47 contrários e uma abstenção. Com isso, Madri designará comissários para atuar na Catalunha e convocar novas eleições (ANSA).

Após venda, McDonald’s ganha ‘novo nome’ na China

Após ter vendido parte de seus negócios na China, o McDonald’s ganhou outro nome no país asiático: a rede de fast food foi registrada como “Golden Arches” (“Arcos Dourados”, em português). A medida foi tomada depois da negociação na China, que pretende duplicar a quantidade de pontos de venda no país para 4,5 mil até 2022.
De acordo com a porta-voz do McDonald’s, Regina Hui, o nome da empresa permanecerá a mesmo, mas o que de fato mudou foi a licença comercial.
Atuando com o novo nome, o McDonald’s, ou “Golden Arches”, reportou que as vendas na China cresceram. A novidade também impactou em outros países, já que nos Estados Unidos, Canadá e no Reino Unido a franquia também apresentou crescimento nas vendas (ANSA).

Itália não reconhece independência da Catalunha

O ministro das Relações Exteriores da Itália, Angelino Alfano, afirmou que o país “não reconhece e não reconhecerá” a declaração unilateral de independência da Catalunha. Segundo o chanceler, trata-se de um ‘gesto gravíssimo e fora do amparo da lei’. “Por causa disso, exprimimos uma firme condenação e, ao mesmo tempo, o desejo de que o diálogo seja retomado, no respeito à Constituição espanhola, para poupar a população de uma escalada da tensão”, declarou Alfano.
Pouco antes, o italiano Antonio Tajani, presidente do Parlamento Europeu, já havia dito que o órgão também não reconhecerá a independência da Catalunha. “O Estado de Direito não é uma opção, é uma escolha que a Europa fez de não reconhecer a validade do plebiscito nem seu resultado”, disse ele, durante visita à região de Molise, no sul da Itália (ANSA).

Moradores de Bordeaux protestam contra visita de turistas

A cidade reclama até das viagens dos parisienses.

Entoando o grito de guerra “parisienses voltem para casa”, os moradores da cidade de Bordeaux, na França, estão protestando contra a chegada de turistas estrangeiros e moradores vindos da capital francesa. As cidades de Paris e Bordeaux ficam a uma distância de quase 600 km, sendo necessárias quase seis horas de viagem de carro para chegar até lá. Mas, após a construção de um trem de alta velocidade, a viagem foi reduzida para apenas duas horas.
Isso fez com que muitos turistas e parisienses desembarcassem, causando muita revolta nos moradores da cidade do sudoeste francês. Segundo eles, os residentes da capital francesa quebram a tranquilidade e aumentam os preços dos imóveis. O prefeito de Bordeaux, Allain Juppé, foi contrário ao protesto e tenta acalmar os moradores da cidade. “Os ataques contra os recém-chegados são uma pena. Vou à justiça porque nossa cidade é acolhedora e continuará sendo”, concluiu (ANSA).

Achados e perdidos do Poupatempo já tem 47 mil registros

O Poupatempo informa ao cidadão que esqueceu uma dentadura na área de atendimento bancário do Poupatempo Itaquera, na tarde da última quinta-feira (26), que o objeto encontra-se à disposição na administração da unidade, no setor de Achados e Perdidos. Contando com a prótese dentária, o setor de Achados e Perdidos do Poupatempo já soma mais de 47 mil registros desde dezembro de 2015, quando o setor ganhou um aplicativo para facilitar os distraídos a localizar objetos e documentos perdidos.
Documentos pessoais são os registros mais comuns e já passam de 27 mil. Em seguida aparecem documentos de veículos, com 2,8 mil registros. Os usuários também perdem dinheiro ou carteira, e já há 1.465 registros de devolução às pessoas que perderam. Já foram localizados também 1.543 óculos e 608 guarda-chuvas. Além disso, já foram encontrados objetos inusitados como muletas, tampa de privada e até um videogame modelo Xbox, que foi localizado pela proprietária uma semana depois.
Quando a pessoa perde um documento em um dos postos, ela pode consultar o Achados e Perdidos do Poupatempo no portal (www.poupatempo.sp.gov.br) ou pelo celular, utilizando o aplicativo SP Serviços. Pelo número do documento é possível saber onde ele se encontra à disposição para ser retirado. Para objetos perdidos, o cidadão pode fazer a consulta também pelo aplicativo ou pelo portal, clicando em ‘Fale com o Poupatempo’ - nesse caso é necessário informar a descrição do objeto.