Acidentes com embarcações no Brasil aumentaram 12,63% em 2017

Equipes nas buscas de desaparecidos no naufrágio da embarcação Capitão Ribeiro resgatam corpos de vítimas no Pará.

Os dois acidentes com embarcações ocorridos esta semana no Pará e na Bahia, que chocaram o país, serviram para aumentar as estatísticas e chamar a atenção para a necessidade de medidas mais rigorosas na proteção de passageiros e tripulações que utilizam este meio de transporte

Segundo a Marinha do Brasil, de janeiro a agosto foram registrados 107 naufrágios, contra 95 casos no mesmo período de 2016, um crescimento de 12,63%.
O mais impressionante, de acordo com a Força Naval, é que 40 foram na Região Sudeste e, na maioria dos registros, com embarcações de pequeno porte. Isso porque no Norte do Brasil o transporte por navios, barcos e voadeiras é bem mais frequente. Levantamento feito pelo Ministério da Saúde informa que, nos últimos 10 anos, ocorreram 1.289 mortes. Os estados do Norte foram responsáveis por 708 mortes, cerca de 55% do registro nacional. Somente no Pará (186) e no Amazonas (421), em uma década, 607 pessoas morreram em naufrágios. No Sudeste, segundo o ministério, no mesmo período, foram 185 mortes.
De acordo com as estatísticas, 72% dos casos ocorreram por imprudência, imperícia ou negligência. Apesar do aumento de naufrágios nos primeiros oito meses de 2017, a Marinha informa que entre 2015 e 2016 os registros diminuíram. No ano passado, foram 898 contra 998 em 2015. Ao mesmo tempo, o número de embarcações inscritas cresceu gradativamente nos últimos três anos. Em 2015, havia o registro de 832.717 embarcações. No ano passado, 859.852; e até 30 de junho deste ano, 877.692.
“O inquérito administrativo é feito para investigar causas e responsabilidades, mas a punição dos culpados se dá após o julgamento administrativo. Já o julgamento penal é realizado pela Justiça comum”, informa por meio de nota a Marinha. A Força Naval explica que vem promovendo diversas ações de fiscalização e conscientização por meio das Capitanias dos Portos, bem como suas delegacias e agências existentes no país, mas alerta que “é necessário que os aquaviários e amadores façam o seu papel, contribuindo para que nossas águas estejam cada vez mais limpas e seguras” (ABr).

Harvey é o maior furacão a atingir os Estados Unidos em 12 anos

Autoridades do Texas alertam população sobre passagem do Furacão Harvey.

As autoridades do Texas emitiram um alerta à população por causa da passagem do Furacão Harvey na costa central do estado, onde estão localizadas as cidades de Corpus Christi e Houston. Já foram emitidos avisos para que os moradores de pelo menos sete condados deixem suas casas em busca de abrigos para se proteger dos ventos que, segundo a Central Nacional de Furacões, podem chegar a 170 km por hora. As autoridades determinaram que a saída é obrigatória, devido ao risco de enchentes e inundações.
A tempestade foi classificada inicialmente na categoria 2, na escala de intensidade Saffir-Simpson, mas agora os meteorologistas já dizem que o furacão pode atingir a categoria 3. A escala varia de 1 a 5. Um furacão na categoria 1 é o mais fraco com pequenos danos materiais e prejuízos maiores a construções precárias. Na categoria 3 há risco de grandes danos materiais e mortes em regiões bastante habitadas. Uma grande preocupação é que nessa área funcionam algumas das maiores refinarias de petróleo dos Estados Unidos. Há risco de descargas elétricas e explosões.
Segundo a imprensa americana, a ligeira alta de preços da gasolina, registrada esta semana no país, já foi um efeito da previsão da passagem do furacão.
Desde 2005, os Estados Unidos não têm um furacão nessa categoria. O último foi o Wilma, que passou pela Flórida em outubro daquele ano. O Wilma provocou 87 mortes e ocorreu dois meses depois da passagem do Katrina em Nova Orleans, que causou a morte de mais de 1.800 pessoas. O volume de chuvas e tempestades trazidas pelo Harvey pode chegar a 15 trilhões de galões de água, segundo as estimativas meteorológicas. A imprensa local mostra moradores em busca de alimentos para se refugiar em abrigos (ABr).

Arqueólogos descobrem vinho mais antigo da Itália

Um grupo de pesquisa coordenado pelo arqueólogo italiano Davide Tanasi, da Universidade do Sul da Flórida, descobriu em uma gruta perto de Agrigento, na Sicília, o vinho mais antigo da Itália. Os resíduos da bebida foram encontrados em uma jarra no Monte Kronio e datam do século 4 a.C., ou seja, aproximadamente 6 mil anos. O recipiente de terracota conservou traços de ácido tartárico e cloreto de sódio, substâncias tipicamente achadas no processo de vinificação.
A descoberta, publicada no “Microchemical Journal”, demonstra que a viticultura e a produção de vinho na Itália não começaram na Idade do Bronze, como se acreditava, mas sim 2 mil anos antes. “Pesquisas anteriores encontraram sementes de malvasia [um tipo de uva] datadas de 1.300 e 1.100 a.C., mas esses achados comprovam apenas a prática da viticultura. Nosso estudo, por sua vez, identificou resíduos da fermentação, que implicam não apenas a viticultura, mas a própria produção do vinho”, disse Tanasi.
A jarra do Monte Kronio foi encontrada em 2010 e depois passou quase sete anos sendo submetida a análises. Segundo o arqueólogo, é provável que ela tenha sido usada em um contexto sacro, para oferecer bebida a deuses. O próximo passo dos pesquisadores é estabelecer se esse primeiro vinho italiano era tinto ou branco (ANSA).

Tailândia emite ordem de prisão contra ex-premier

Protestos contra Shinawatra foram constantes durante seu governo.

A ex-primeira-ministra tailandesa Yingluck Shinawatra não se apresentou na sexta-feira (25) perante os juízes da Corte Suprema do país e virou alvo de uma ordem de prisão. A ex-premier iria ser julgada por negligência em um desastroso e polêmico programa de subsídios aos produtores de arroz durante seu governo, que causou danos de ao menos US$ 8 bilhões à economia da Tailândia.
Apesar da defesa de Shinawatra ter informado que ela não compareceu perante os juízes por “estar doente”, fontes do governo atual e de seu partido afirmam que ela fugiu do país para evitar uma detenção. O ministro da Defesa da Tailândia, Prawit Wongsuwan, admitiu publicamente que não há informações sobre o paradeiro da ex-premier, que pode ter se escondido em Cingapura.
Yingluck pode ter feito a mesma coisa que seu irmão, Thaksin Shinawatra, que também foi premier da Tailândia e que vive atualmente em Dubai para fugir de uma condenação de dois anos por corrupção. Apesar de Shinawatra não ter comparecido no tribunal, os magistrados julgaram os aliados dela na implementação do programa. O ex-ministro do Comércio Boonsong Teriyapirom foi condenado a 42 anos de prisão por corrupção.
O ex-ministro foi considerado culpado pela venda de toneladas de arroz, vindo de produções subsidiadas pelo governo e com preço superfaturado, para empresas chinesas sem autorização. O vice de Teriyapirom, Poom Sarapol, foi condenado pelo mesmo crime a 36 anos de detenção (ANSA).

Aposentados começam a receber 1ª parcela do 13º salário

Mais de 29,2 milhões de aposentados e pensionistas do setor privado começaram a receber a primeira parcela do 13ºsalário. O pagamento será feito na folha de agosto e segue até 8 de setembro, conforme o cronograma mensal de depósito dos benefícios. O decreto que permitiu a antecipação de 50% do 13º para agosto foi publicado no fim de julho. Segundo o Ministério da Previdência Social, a medida injetará R$ 19,9 bilhões na economia em agosto e setembro.
O pagamento começará pelos benefícios de um salário mínimo com final 1. Para benefícios superiores a um salário mínimo, a primeira parcela do décimo terceiro só começará a ser depositada em 1º de setembro. O cronograma de liberação está disponível na página do Ministério da Previdência na internet.
Como determina a legislação, não haverá desconto de IR na primeira parcela. O imposto sobre o 13º somente pode ser cobrado em novembro e dezembro, quando será paga a segunda parcela da gratificação natalina.
Desde 2006, o governo antecipa a primeira parcela do décimo terceiro salário dos aposentados e pensionistas na folha de agosto. Somente em 2015, o pagamento foi adiado para setembro, por causa do ritmo fraco da economia e da queda da arrecadação (ABr).

Dembélé se torna 2º mais caro da história

Pressionado por conta da saída de Neymar e das derrotas para o Real Madrid na Supercopa da Espanha, o Barcelona anunciou na sexta-feira (25) a contratação do atacante francês Ousmane Dembélé, do Borussia Dortmund, por 105 milhões de euros (R$ 392 milhões, segundo a cotação atual). Com a previsão de mais 40 milhões de euros (R$ 150 milhões) em bônus, Dembélé se tornou o segundo jogador mais caro na história do futebol mundial, atrás apenas de Neymar, comprado pelo Paris Saint-Germain por 222 milhões de euros (R$ 832 milhões).
Revelado pelo Rennes, da França, Dembélé tem 20 anos e se destacou na temporada passada com a camisa do Dortmund, da Alemanha, clube pelo qual disputou 50 partidas, marcou 10 gols e deu 22 assistências. O atacante assinou um contrato de cinco anos com o Barcelona, com multa rescisória de 400 milhões de euros, e deve substituir Neymar no “tridente” formado com o argentino Lionel Messi e o uruguaio Luis Suárez. Antes de deixar o Dortmund, Dembélé chegou a faltar a alguns treinos para forçar sua transferência (ANSA).