Governo amplia público-alvo de vacinas de HPV para adultos até 26 anos

Para evitar o desperdício de vacinas que têm prazo de validade até setembro, o governo decidiu ampliar o público-alvo para homens e mulheres até 26 anos.

Municípios que tenham vacina de HPV em estoque com prazo de validade até setembro poderão aplicá-la em homens e mulheres com até 26 anos

Terminado o estoque que está prestes a vencer, as vacinas deverão voltar a ser administradas apenas para o público-alvo, de 9 a 15 anos. As orientações são do Ministério da Saúde e de caráter temporário tendo, segundo a pasta, o objetivo de evitar um possível desperdício de doses que permaneçam nos estoques dos municípios.
Para a faixa etária de 15 a 26 anos, a orientação é o esquema vacinal com três doses, com intervalo de dois e seis meses. As pessoas que tomarem a primeira dose neste período, excepcionalmente, terão as duas doses subsequentes garantidas no SUS. O Ministério da Saúde repassa mensalmente as vacinas aos estados, conforme solicitação local. Os estados, por sua vez, são responsáveis por distribuir as doses aos municípios para garantir a vacinação da população.
O ministério diz que, mesmo com as campanhas de divulgação na mídia sobre a importância da vacina HPV e a disponibilização de vários materiais educativos, as coberturas vacinais continuam abaixo da meta preconizada de 80%. Na faixa etária de 9 a 15 anos, de 2014 até junho deste ano, foram imunizadas, com a primeira dose, 10,7 milhões de meninas, o que corresponde a 74,7% do total de brasileiras nesta faixa etária. Receberam o esquema vacinal completo, de duas doses, 7,1 milhões de meninas, o que corresponde a 47% do público-alvo.
Já em relação aos meninos, de janeiro a junho deste ano, 853.920 mil adolescentes de 12 a 13 anos se vacinaram com a primeira dose da vacina de HPV, o que corresponde a 23,6% dos 3,61 milhões de meninos nessa faixa etária que devem se imunizar. A vacina HPV Quadrivalente é segura, eficaz e é a principal forma de prevenção contra o aparecimento do câncer do colo de útero, a quarta maior causa de morte entre as mulheres no Brasil. Nos homens protege contra os cânceres de pênis, orofaringe e ânus (ABr).

Cármen Lúcia: machismo e preconceito sustentam violência contra mulher

Machismo e preconceito sustentam violência contra mulher, diz Cármen Lúcia.

A presidente do STF, ministra Cármen Lúcia, voltou a falar do machismo e do preconceito de gênero como um dos pilares que sustentam a violência contra a mulher. “Eu não preciso do testemunho de ninguém para saber que há preconceito contra a mulher. Tem contra mim. Claro que a manifestação contra mim, enquanto juíza do STF, é diferente de uma mulher que não tem um trabalho, uma independência financeira, independência psicológica ou que não tem condições de uma formação intelectual, mas ele [preconceito] existe contra mim e é exercido, ainda que não dito”, disse a ministra que também é presidente do Conselho Nacional de Justiça (CNJ).
A declaração foi dada na manhã de sexta-feira (18) durante a abertura da XI Jornada Maria da Penha, no Tribunal de Justiça da Bahia (TJBA). Durante a fala de abertura, a ministra Cármen Lúcia explicou a importância da Justiça não somente como órgão punitivo, mas também para promover a paz e quebrar o ciclo de inimizades e de violência. Ela defendeu a implantação da Justiça Restaurativa na Lei Maria da Penha.
“Alguém que teve sua filha assassinada pelo parceiro terá a situação em que famílias que eram amigas se tornem inimigas. Há de ter alguém que promova essa pacificação, porque o júri tem de acontecer, a punição tem de acontecer, nos termos da lei. Mas a inimizade, no sentido de formar inimigos, não promove justiça em nenhum lugar do planeta”, argumentou, acrescentando que “uma sociedade de inimigos é uma sociedade sem chances de dar certo”.
A Jornada Maria da Penha e a participação da ministra Cármen Lúcia marcaram, também, a abertura da Terceira Vara de Justiça Pela Paz em Casa, na capital baiana. O espaço será instalado em uma universidade privada e tem o objetivo de desafogar os mais de 10 mil processos que se acumulam nas duas varas que já existem em Salvador. Atualmente, no estado da Bahia, tramitam 26,7 mil processos relativos à violência de gênero.
Para dar conta de todos os trâmites, o estado conta com seis varas especializadas, nas cidades de Feira de Santana, Camaçari, Juazeiro e Vitória da Conquista. Em todo o Brasil, mais de um milhão de processos ligados à violência contra a mulher ainda aguardam resolução. Esse tipo de violência pode ser denunciado por qualquer pessoa, pelo telefone 180 ou em qualquer delegacia, preferencialmente nas Especializadas no Atendimento à Mulher (Deam) (ABr).

PAPA CONDENA ‘ATO DESUMANO’ EM ATENTADOS NA ESPANHA

O papa Francisco condenou o “ato desumano” e de “violência cega” no atentados ocorridos na Espanha, que mataram 14 pessoas, na quinta-feira (17). A mensagem foi enviada em um telegrama de condolências para o arcebispo de Barcelona, cardeal Juan José Omella y Omella. Para Francisco, um ataque desse tipo é “uma grave ofensa ao Criador”. O líder católico afirmou que continua a rezar “com determinação para a paz e a concórdia no mundo”.
“Após as cruéis notícias sobre o ataque terrorista que semeou a morte e a dor na Rambla, em Barcelona, o papa Francisco [...] exprime suas profundas condolências pelas vítimas que perderam suas vidas em uma ação tão desumana e oferece orações para seu eterno repouso”, diz o documento enviado pelo Pontífice e assinado pelo secretário de Estado do Vaticano, cardeal Pietro Parolin. “Neste momento de tristeza e dor, quer exprimir também a sua proximidade aos numerosos feridos, as suas famílias e a inteira sociedade catalã e espanhola”, diz ainda o documento (ANSA).

PF deflagra operação para investigar fraudes no Bolsa Atleta

As fraudes teriam ocorrido no ano de 2012 e, de acordo com as informações encaminhadas pelo Ministério do Esporte, podem ter ultrapassado R$ 1 milhão em valores atualizados.

A Polícia Federal (PF) deflagrou na sexta-feira (18) uma operação para investigar a suspeita de fraudes no programa Bolsa Atleta, do Ministério do Esporte. O benefício é pago desde 2005 e é, segundo o ministério, “o maior programa de patrocínio individual de atletas no mundo”. Segundo a PF, os investigados inseriam dados de atletas fantasmas nos sistemas do ministério para desviar recursos do programa. Em apenas um ano, a quadrilha conseguiu criar 25 atletas fantasmas, inclusive de alto rendimento e nível olímpico.
As fraudes teriam ocorrido no ano de 2012 e, de acordo com as informações encaminhadas pelo Ministério do Esporte, podem ter ultrapassado R$ 1 milhão em valores atualizados. Como, de acordo com a PF, o suposto líder e alguns participantes do esquema criminoso são brasileiros nascidos em Cuba, a operação recebeu o nome de ‘Havana’. Estão sendo cumpridos seis mandados de busca e apreensão e seis mandados de condução coercitiva, autorizados pela 10ª Vara da Justiça Federal no DF.
Procurado, o Ministério do Esporte não se pronunciou. Segundo edital de inscrição para o programa, publicado no último dia 7, o ministério este ano vai conceder bolsas nas categorias Atleta de Base (equivalente a R$ 370 mensais), Estudantil (R$ 370), Nacional (R$ 925), Internacional (R$ 1.850), e Olímpica/Paralímpica (R$ 3.100). A iniciativa visa a garantir as condições mínimas para que atletas de alto rendimento em suas respectivas categorias se dediquem, com exclusividade, ao treinamento e às competições locais, sul-americanas, pan-americanas, mundiais, olímpicas e paralímpicas (ABr).

Multa para quem estacionar em vagas para idosos

São Paulo - A Prefeitura de São Paulo anunciou que vai multar, a partir de 1º de setembro, quem estacionar nas vagas reservadas para idosos e portadores de necessidades especiais (PNEs) em locais privados, como shoppings e supermercados. Além da multa de R$ 293,47, o motorista terá registrado 7 pontos na CNH.
Deficientes e idosos (pessoas com mais de 60 anos) devem possuir seus respectivos cartões de estacionamento para evitar a sanção. Trata-se de uma autorização para que possam estacionar em vagas especiais, devidamente sinalizadas. O secretário municipal da Pessoa com Deficiência, Cid Torquato, diz que a fiscalização tem como objetivo coibir o uso indevido e conscientizar o motorista sobre a necessidade de reservar as vagas.
"Eles se locomovem mais vagarosamente e o tempo perdido para chegar a um elevador, por exemplo, pode significar o atraso para uma consulta médica ou entrevista de emprego", afirma o secretário. A população também pode denunciar o uso indevido das vagas exclusivas à CET pelo telefone 1188 (AE).