Inaugurado o maior centro do país dedicado ao envelhecimento ativo

Governador Geraldo Alckmin participa da inauguração do Centro de Integralidade.

O governador Geraldo Alckmin inaugurou na sexta-feira (9), o Centro Integralidade do Hospital do Servidor  Público Estadual (HSPE), um espaço com área total de 5,5 mil m² dedicados inteiramente à prevenção e promoção da saúde do idoso

“O Hospital do Servidor é um hospital amigo do idoso. O Centro de Integralidade tem consultórios, fisioterapia, terapia ocupacional, medicina do esporte, pilates, ginásio de reabilitação, piscina de hidroterapia, tudo voltado à melhor idade”, destacou Alckmin.
“Temos 1,2 milhão de usuários no Iamspe, dos quais 30% acima dos 60 anos, 400 mil pessoas que tem aqui atendimento de referência ao idoso”, comentou. O local foi equipado com o apoio da Universidade Cidade de São Paulo (Unicid), que investiu R$ 3 milhões para a compra de mobília e equipamentos. O espaço conta com estúdio de pilates, piscina para hidroterapia, serviço de reabilitação virtual e tudo que há de mais moderno para as reabilitações ortopédicas do assoalho pélvico e neurológico.
O prédio é o maior centro dedicado ao envelhecimento ativo do país e conta com algumas especialidades como a fisioterapia, pista de caminhada externa, terapia ocupacional física e neurológica, medicina do esporte e o Programa de Atenção ao Idoso (PAI). Foram entregues o novo pronto-socorro (em operação desde maio de 2014), o Centro de Quimioterapia (agosto de 2014), o Centro de Diagnóstico por Imagem (junho de 2015) e o Prédio de Utilidades, que concentra toda a infraestrutura de água, luz, geradores, gases etc. (agosto de 2016).
Em dezembro de 2016, foram terminados o Bloco C, com 15 andares para internações, UTI, Semi-intensiva (318 leitos, sendo 76 de UTI e Semi-intensiva) e centro cirúrgico com dez salas; torre de elevadores para atender a esta unidade, além do Centro Integralidade. Em maio, entraram em operação, no Bloco C, a Psiquiatria, no 2º andar, com 22 leitos, e a UTI, no 8º andar, com 20 leitos. Referência no atendimento ao público idoso, que representa 60% dos pacientes internados, o HSPE conquistou, em 2015, o selo “Hospital Amigo do Idoso” (SCI/gov.sp.br).

Exposição mostra obras raras dos séculos XVI ao XXI

Aula no orfanato masculino da Missão Salesiana de Barcelos, no Rio Negro, Amazonas (1937-50).

No Dia Internacional de Arquivos, comemorado na sexta-feira (9), o Arquivo Nacional abriu ao público a exposição Itinerários Indígenas, marcando o encerramento da 1ª Semana Nacional de Arquivos. A exposição abrange documentos e peças do próprio Arquivo Nacional, como manuscritos e obras raras que datam desde o século XVI até o século XXI.
Para o público leigo que vai ter contato pela primeira vez com documentos ligados aos indígenas brasileiros, a curadora da mostra, Claudia Beatriz Heynemann, destacou que vai ser a oportunidade de as pessoas verem manuscritos originais de séculos passados, além de reproduções de livros raros de expedições pouco conhecidas que percorreram o país no século XIX, principalmente de naturalistas alemães, com fotos dos primeiros contatos feitos com indígenas no país.
Cláudia conta que estão expostas também imagens fotográficas do acervo do extinto jornal Correio da Manhã, bem como da Agência Nacional, substituída em 1979 pela Empresa Brasileira de Notícias, fundida em 1988 à Radiobrás, atual Empresa Brasil de Comunicação. “A exposição conta também com álbuns inéditos de missões religiosas salesianas, um deles datado de 1901, quando Afonso Pena era presidente do Brasil. Outro álbum marca o período de Getulio Vargas no poder.
A exposição também mostra o registro de viagens ao interior brasileiro. Há muitas imagens de atividades de campo dos irmãos sertanistas Villas-Boas. Há ainda uma reprodução de 1912 da imagem de Edgard Roquette-Pinto, considerado o pai da radiodifusão no Brasil, no meio da floresta. Ele fez parte da Missão Rondon, em 1912, e passou várias semanas em contato com os índios nambiquaras que, até então, não tinham contato com a civilização, trazendo, na volta, vasto material etnográfico. Mais informações (O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.) (ABr).

Irã prende mais de 40 terroristas ligados ao EI

As autoridades do Irã prenderam 41 terroristas suspeitos de terem ligação com o grupo jihadista Estado Islâmico (EI) e conexão com os ataques rea­lizados em Teerã, informou o Ministério do Interior iraniano. O governo afirmou que a ação contou “com a ajuda de forças de segurança e das famílias dos suspeitos”. “41 pessoas ligadas aos ataques e ao Estado Islâmico foram identificadas e presas em diferentes províncias”, diz o texto.
Além disso, na operação, que acontece principalmente na província de Kermanshah, na fronteira com o Azerbaijão, foram encontrados também uma “grande quantidade de armas, materiais para produzir bombas, cintos explosivos, documentos e equipamentos para comunicação”, acrescentou a nota. De acordo com as autoridades iranianas, “a operação antiterrorismo continuará ainda ao longo da fronteira em busca de mais criminosos afiliados com as potências arrogantes e seus aliados regionais”.
Coordenada pela Guarda Revolucionária em parceria com a polícia local, as buscam acontecem dois dias depois da capital do Irã viver momentos de terror após dois suicidas ligados ao EI explodirem bombas no mausoléu do aiatolá Khomeini e no Parlamento iraniano.Os ataques deixaram ao menos 13 mortos e 52 pessoas feridas (ANSA).

O papel da mulher não se limita a temas ‘femininos’, diz Papa

Papa Francisco defende os papeis fundamentais das mulheres.

Na sexta-feira (9), o papa Francisco defendeu mais uma vez os papeis fundamentais das mulheres em todos os setores da sociedade e disse que sua contribuição não deve se limitar a temas femininos. “A contribuição das mulheres não deve se limitar a temas ‘femininos’ ou a reuniões apenas entre mulheres. O diálogo é um caminho que a mulher e o homem devem realizar juntos. Hoje mais do que nunca é necessário que as mulheres estejam presentes”, afirmou o líder da Igreja Católica uma assembleia do Conselho Pontifício para o Diálogo Inter-religioso que tem como tema “o papel da mulher na educação para a fraternidade universal”.
De acordo com o religioso argentino, “é evidente o quão importante é no campo do diálogo inter-religioso a educação para a fraternidade universal, o que também quer dizer aprender a construir vínculos de amizade e de respeito”. Por isso, “as mulheres podem se inserir nos intercâmbios de nível de experiência religiosa, assim com aqueles de nível teológico” e muitas delas “estão muito bem preparadas para enfrentar encontros de diálogo inter-religioso nos mais altos níveis e não só de parte católica”, explicou Francisco.
Além disso, o Papa também denunciou mais uma vez a “violência” e os muitos males que afligem este mundo que, em particular, afetam as mulheres em sua dignidade e em seu papel. “As mulheres e as crianças estão entre as vítimas mais frequentes de uma violência cega. Ali, onde o ódio e a violência se impõem, se laceram famílias e a sociedade, impedindo que a mulher desenvolva, em comunhão de intenções e ações com o homem, sua missão de educadora de modo sereno e eficaz”, ressaltou Jorge Mario Bergoglio.
O Pontífice também comentou que “lamentavelmente, vemos como hoje em dia a figura da mulher como educadora para a fraternidade universal se vê ofuscada e não reconhecida”. Assim, Francisco insistiu na importância de “valorizar o papel da mulher” e protegê-las “também através de instrumentos legais, onde eles forem necessários”. O líder católico também ressaltou que percebe um “processo benéfico na crescente presença das mulheres na vida social, econômica e política em nível local, nacional e internacional, assim como eclesial” (ANSA).

O crescimento da agropecuária nacional

A senadora Kátia Abreu (PMDB-TO) comemorou o crescimento da agropecuária nacional, declarando que o setor é o que mais socorre o Brasil em momentos de crise. Ex-ministra da Agricultura no governo de Dilma Rousseff, Kátia ressaltou que são mais de 5 milhões de produtores rurais em todo o país. A senadora informou que do primeiro trimestre de 2016 para o primeiro trimestre de 2017 o aumento do produto interno bruto da agropecuária foi de 15%.
Somente a soja e o milho representam quase 90% da produção de grãos do Brasil, disse ela. Os bons resultados, segundo Kátia, são frutos de dedicação e de investimentos em tecnologia, inovação e pesquisa nas universidades brasileiras e na Embrapa. A senadora manifestou a sua satisfação pelo fato de a agricultura ter sido “a âncora verde do Brasil” em todos os planos econômicos instituídos no país, alguns dos quais, afirmou, custaram muito caro à população (Ag.Senado).