Dia Mundial sem Tabaco alertou para danos causados pela produção do fumo

Em 2011, foram gastos R$ 23 bilhões com o tratamento de algumas das mais de 50 doenças relacionadas ao tabaco. Já a arrecadação com impostos sobre cigarros, foi de R$ 6 bilhões.Além dos danos à saúde pública, a produção e o consumo de produtos derivados do tabaco geram importantes impactos socioambientais em todo o planeta – um deles é o uso de lenha para aquecer estufas que secam as folhas de tabaco e que leva ao desmatamento e ao desequilíbrio da biodiversidade em tempo de constantes mudanças climáticas. O alerta é da Organização Mundial da Saúde (OMS)

No Dia Mundial sem Tabaco 2017, lembrado ontem (31), a entidade adotou como tema da campanha a frase ‘Tabaco: uma ameaça ao desenvolvimento’. A proposta consiste em um apelo aos países-membros para que implementem medidas consistentes de controle do tabaco, incluindo a proibição de todo tipo de marketing e publicidade relacionados ao assunto, a adoção de embalagens simples para os produtos e o aumento de impostos especiais voltados para o setor.
Dados da OMS mostram que o consumo do tabaco mata mais de 7 milhões de pessoas todos os anos e custa aos lares e aos governos mais de US $ 1,4 trilhão, em razão de despesas com saúde e da perda de produtividade. “O tabaco ameaça a todos nós”, alertou a diretora-geral da OMS, Margaret Chan. “Ele exacerba a pobreza, reduz a produtividade econômica, contribui para pobres escolhas alimentares domésticas e polui o ar interior”, completou.
“Entretanto, por meio da adoção de medidas robustas de controle, os governos podem salvaguardar o futuro de seus países protegendo usuários e não usuários desses produtos mortais, gerando receitas que financiam a saúde e outros serviços sociais, salvando seus ambientes das devastações provocadas pelo tabaco”, disse Margaret. Dados do Instituto Nacional do Câncer (INCA) indicam que, em 2011, foram gastos R$ 23 bilhões com o tratamento de algumas das mais de 50 doenças relacionadas ao tabaco.
Já a arrecadação com impostos sobre cigarros recolhidos no mesmo ano foi da ordem de R$ 6 bilhões. “Mas o custo do tabagismo no Brasil, avaliado pela pesquisa, ainda está subestimado: não incluiu o custo gerado pelo absenteísmo, a perda de produtividade, as despesas das famílias, entre outros gastos indiretos relacionados ao tabaco”, destacou o órgão (ABr).

Governo reconhece emergência em cidades de Alagoas e Pernambuco

Cerca de R$ 30 milhões devem ser destinados às cidades afetadas como parte do apoio federal.

O Diário Oficial da União traz portarias do Ministério da Integração Nacional em que reconhece a situação de emergência em municípios de Alagoas e de Pernambuco devido aos danos causados pela chuva. Estão na lista da Secretaria Nacional de Proteção e Defesa Social as cidades pernambucanas de Água Preta, Amaraji, Barra de Guabiraba, Barreiros, Belém de Maria, Catende, Cortês, Gameleira, Jaqueira, Maraial, Palmares, Ribeirão, Rio Formoso e São Benedito do Sul.
Em Alagoas, fazem parte da portaria os municípios de Atalaia, Barra de Santo Antônio, Cajueiro, Capela, Chã Preta, Colônia Leopoldina, Coruripe, Coqueiro Seco, Igreja Nova, Japaratinga, Joaquim Gomes, Murici, Paulo Jacinto, Paripueira, Pilar, Quebrangulo, Rio Largo, Satuba, São Luiz do Quitunde, São Miguel dos Campos, Santa Luzia do Norte, Jacuípe, Jundiá, Viçosa e União dos Palmares.
O reconhecimento do estado de emergência foi pauta do encontro, em Brasília, entre os governadores de Alagoas, Renan Filho, e de Pernambuco, Paulo Câmara, com o ministro da Integração Nacional, Helder Barbalho.
O aporte financeiro poderá ser liberado ainda esta semana, de acordo com o ministério. Cerca de R$ 30 milhões devem ser destinados às cidades afetadas como parte do apoio federal.
Entre as ações previstas estão recursos para a instalação de hospitais de campanha do Exército, aquisição de kits de ajuda humanitária, auxílio às famílias desabrigadas, contratação de maquinários para limpeza das vias públicas e ações de recuperação de danos nas regiões mais afetadas pelas fortes chuvas. O grande volume de chuva que atingiu Pernambuco no fim de semana causou enchentes e transtornos em mais de 20 municípios e afetou também o sistema de abastecimento de água do estado (ABr).

Inscrições para o ProUni entre os próximo dias 6 e 9

O MEC divulgou ontem (31) o calendário do Programa Universidade para Todos (ProUni) do segundo semestre. As inscrições estarão abertas de 6 a 9 de junho, no site do programa. Os números desta nova edição ainda não estão consolidados mas não deverão ficar distantes dos registrados no mesmo período em 2016, quando foram oferecidas 125.442 bolsas, sendo 57.092 integrais e 68.350 parciais, distribuídas em 22.967 cursos de 901 instituições privadas.
O ProUni é voltado para estudantes da rede pública ou bolsistas integrais de escolas particulares. Também estão incluídas as pessoas com deficiência e professores da educação básica em escolas públicas que compõem o quadro de pessoal permanente da instituição. Só poderá participar do processo seletivo o candidato brasileiro que não tenha diploma de curso superior e que tenha feito o Enem de 2016.
O candidato pode concorrer a uma bolsa integral se sua renda familiar bruta mensal per capita não exceder a 1,5 salário-mínimo. No caso da bolsa parcial, a renda familiar por pessoa não pode ser maior que três salários-mínimos. O processo seletivo será constituído de duas chamadas sucessivas. Os resultados com a lista dos pré-selecionados estarão disponíveis na página do ProUni na internet. A primeira chamada será feita em 12 de junho. A segunda está prevista para o dia 26 do mesmo mês (ABr).

Coreia do Norte pronta para testar míssil intercontinental

O “líder supremo”, Kim Jong-un.

A Coreia do Norte afirmou ontem (31) que está pronta para realizar um teste de um míssil balístico intercontinental (ICBM) “a qualquer momento”.
As forças armadas norte-coreanas “estão prontas para a realização de um teste real de um ICBM a qualquer momento e em qualquer lugar, apenas aguardando uma ordem do líder supremo” Kim Jong-un, segundo informa um artigo do jornal Rodong Sinmun, órgão oficial do Partido dos Trabalhadores da Coreia do Norte.
O próprio Kim Jong-un disse em seu anúncio de Ano Novo que o país estava na fase final do desenvolvimento de um míssil deste tipo, que, no futuro, pode alcançar o território americano com uma arma nuclear, o que daria ao regime recurso importante para a sua sobrevivência. No texto divulgado pela agência estatal KCNA e em que o regime de Pyongyang analisa o teste americano, os norte-coreanos afirmam que nenhuma força estrangeira poderá parar os avanços do país asiático, “uma potência nuclear e de mísseis no Oriente”.
A Coreia do Norte disse que seguirá fortalecendo sua capacidade de “autodefesa” diante da “política hostil” dos Estados Unidos e advertiu que o governo do presidente Donald Trump tome “a decisão correta” já que se encontra “entre a vida e a morte”. A mensagem de Pyongyang chega um dia depois de Washington ter realizado, com sucesso, em sua costa ocidental, um teste de intercepção de um míssil balístico intercontinental, no meio da crescente tensão militar com a Coreia do Norte (Agência EFE).

Papa nomeia padre brasileiro

O papa Francisco nomeou o padre brasileiro Alexandre Awi Mello como novo secretário do Dicastério para os Leigos, a Família e a Vida, informou o Vaticano ontem (31). Com a nomeação, o sacerdote passa a auxiliar o cardeal Kevin Joseph Farrell, prefeito do dicastério desde 15 de agosto de 2016. Nascido em 17 de janeiro de 1971 no Rio de Janeiro, Mello é diretor nacional do Movimento de Schoenstatt e membro do Instituto Secular Padres de Schönstatt desde 1992.
Ele estudou Filosofia e Teologia na Pontifícia Universidade Católica de Santiago, no Chile. Em 2000, o brasileiro se formou em Teologia na Alemanha e atualmente está concluindo o doutorado na Universidade de Dayton, em Ohio, nos Estados Unidos. Seu tema de estudo é “Maria-igreja, Mãe do povo missionário: o Papa Francisco e a piedade popular mariana no contexto teológico-pastoral da América Latina”.
O Discatério para os Leigos, a Família e a Vida foi instituído por Francisco em junho de 2016 com o objetivo de adaptar os dicastérios da Cúria Romana às situações contemporâneas e também para se encaixar nas necessidades da Igreja (ANSA/COM ANSA).

Venezuela se credencia para reunião da OEA

A delegação da Venezuela na Organização de Estados Americanos (OEA) surpreendeu a entidade ontem (31) ao se credenciar para a reunião de chanceleres, convocada para discutir a crise enfrentada pelo país e que será realizada contra a vontade do governo de Nicolás Maduro. Os chanceleres dos países membros da OEA se reúnem, em Washington.
A informação foi confirmada por fontes da missão diplomática da Venezuela. Por enquanto, não se sabe se a chanceler venezuelana Delcy Rodríguez será a representante do país no encontro. O governo de Maduro solicitou a sua saída da OEA no último dia 28 de abril, ainda que a medida só entre em vigor em 2019 (Agência EFE).