Barriga tanquinho: regra 80/20 é o segredo para conquistar e manter o abdômen definido

Quando você pensa em boa forma, qual imagem vem a sua mente? Certamente uma barriga sarada, livre dos temidos pneuzinhos, certo? O abdômen é, sem dúvidas, uma unanimidade quando falamos de estética

ficar-com-a-barriga-tanquinho gde temproario

 

Essa associação é totalmente compreensível: para muitas pessoas, é muito mais fácil escolher uma roupa e ficar satisfeito com a aparência quando essa região do corpo está “sequinha”. E o espelho não é a única justificativa para cuidar da silhueta: é cada vez mais evidente a relação entre a circunferência abdominal e o surgimento de doenças crônicas, inclusive cardiovasculares.

Porém, mesmo com as inúmeras dietas e treinos voltados para essa região, muitas pessoas ainda tem dificuldade em acabar com a incômoda gordura localizada. Algumas acreditam, inclusive, que os famosos “gominhos” só estão ao alcance de atletas ou pessoas extremamente regradas. Contudo, alguns truques simples podem ajudar a conquistar e, principalmente, manter o abdômen dos seus sonhos. E o melhor: sem radicalismos.

Por que é tão difícil? Não é mera impressão: mesmo para os adeptos da malhação, reduzir as medidas da cintura é de fato uma tarefa mais árdua. Isso porque as gordurinhas da barriga, principais vilãs da hipertrofia do abdômen, possuem maior resistência à quebra. Na maioria das pessoas, essa região concentra um número elevado de receptores hormonais Alfa2 adrenérgicos, que impedem o uso da gordura estocada como fonte de energia. É justamente por isso que é muito mais difícil alcançar a definição muscular na barriga do que os braços ou as pernas, por exemplo. Contudo, existem estratégicas além dos treinos que podem ajudar o corpo a mobilizar essa gordura e permitir que os resultados apareçam com mais facilidade.

Oitenta por cento
De acordo com o especialista em nutrição esportiva William Ribeiro, até oitenta por cento dos resultados proveem da alimentação e é justamente por isso que a dieta deve ser o foco de quem deseja conquistar um abdômen mais enxuto “Nesse momento não se trata somente das restrições, mas principalmente das escolhas certas. Alguns nutrientes em especial podem auxiliar a turbinar o metabolismo, fazendo com o que corpo entenda que ele não precisa “estocar” tanta gordura e passe a utilizá-la, beneficiando a lipólise. Além disso, é importante investir nos alimentos que vão ajudar na reconstrução dos tecidos, aumentando o nível de massa magra e culminando na desejada hipertrofia”.

images 16 temproarioPrimeiro passo: exterminar a gordura
Para que a circunferência abdominal diminua e os músculos apareçam, é preciso reduzir ao máximo o percentual de gordura subcutânea. E como o organismo não queima gordura somente de um local, é preciso realizar atividades combinadas, tanto aeróbicas quanto musculares, capazes de mobilizar os estoques energéticos até chegar ao ponto desejado: o fim dos incômodos pneuzinhos.

Nesse momento, deve-se apostar nos alimentos certos para garantir maior rendimento nos treinos e, consequentemente, um bom resultado no espelho: “É extremamente importante trocar os carboidratos simples por escolhas mais qualificadas. Esses alimentos elevam significativamente a glicemia, propiciando picos de insulina que, sabidamente, levam ao acúmulo de gorduras. O ideal é substituí-los por carboidratos complexos, ou seja, integrais. Portanto, é recomendado deixar de lado farináceos, massas brancas e doces e investir nas frutas, legumes, vegetais (principalmente os folhosos) e cereais integrais”. – explica o profissional da Nature Center.

Além disso, existem alguns alimentos funcionais que podem ser inseridos estrategicamente na dieta, dando uma forcinha no emagrecimento. A cafeína, presente não só no café, mas também no chá verde, é capaz de aumentar a produção de catecolaminas, substâncias que se unem às células de gordura, permitindo sua utilização como fonte de energia. E tem mais: ambas as bebidas possuem efeito termogênico, capaz de acelerar o metabolismo, propiciando um gasto calórico maior do que o habitual.

pelvis temproarioProteínas & massa magra
Conquistar os famosos “gominhos” depende sim de muito treino, mas se o corpo não tiver nutrientes para reconstruir os tecidos, não adianta se acabar nos abdominais. Quando o músculo é exposto ao esforço, suas fibras são destruídas para, durante o descanso, serem recompostas, aumentando de tamanho: o chamado ganho de massa magra. Durante essa regeneração, os tecidos precisam de alguns substratos em especial: os aminoácidos, presentes nos alimentos ricos em proteínas.

Quando existem restrições e não é possível consumir a quantidade ideal desses alimentos, é possível recorrer a alternativas “Hortaliças e vegetais verde-escuros como o espinafre, a couve, o brócolis podem ajudar a complementar a oferta de proteínas. Esses alimentos são de baixo valor biológico, não possuem todos os aminoácidos que o corpo precisa. Portanto é preciso combiná-los numa mesma refeição para que o aminoácido que falta em um, seja suprido pelo outro. Além disso, a suplementação de proteínas também é uma opção, inclusive para vegetarianos, pois já existem fórmulas puramente vegetais, extraídas de legumes como a ervilha e a batata. Dessa forma, evita-se uma deficiência proteica, capaz de comprometer todo projeto de definição muscular”.

Vilões e mocinhos
Outro ponto extremamente importante é saber quais alimentos sabotam e quais ajudam a melhorar o aspecto da barriga. De acordo com Ribeiro, no topo da lista de vilões estão os açúcares, farináceos e alimentos altamente processados Algumas bebidas também ganham destaque negativo “Refrigerantes, álcool e, até mesmo, bebidas lácteas. Além da questão calórica, esses elementos podem causar desconfortos estomacais, distensão abdominal e até mesmo gases, especialmente se (no caso do leite) houver alguma intolerância”.

v4-728px temproarioPor outro lado, existem alimentos que ajudam a secar a região, fazendo que os resultados da academia sejam mais notáveis: “É fundamental combinar uma boa ingestão de fibras com uma hidratação adequada. Ambos os elementos garantem que a digestão flua bem e que o intestino trabalhe num ritmo normal, dessa forma, evita-se a temida barriga inchada. Por isso é importante consumir cereais, grãos, frutas, legumes e vegetais na forma mais integral possível, pois é nas folhas, talos e cascas que se encontram as fibras. Além, é claro, de beber muita água e apostar nos chás termogênicos para turbinar o metabolismo”.

Fechando a conta: malhe!
É claro que os exercícios não podem ficar de lado. É até possível conseguir uma barriga lisinha somente com a dieta, porém, quem deseja obter um abdômen trincado deve investir no fortalecimento da musculatura. Nesse momento, não existem apenas os abdominais: apesar de serem extremamente importantes para trabalhar os músculos do abdômen, existem outros exercícios que podem ajudar a definir a barriga: prancha, elevação de quadril, levantamento de pesos laterais e, até mesmo, agachamentos são exemplos de outras atividades que ajudam a fortalecer a região.

Outros fatores também podem influenciar na velocidade dos resultados e devem ser considerados individualmente: o repouso pós-treino, genética e, até mesmo desequilíbrio hormonal estão intimamente ligados à definição muscular. Contudo, concentrando boa parte dos esforços na qualidade da alimentação e se dedicando regularmente aos treinos, é perfeitamente possível conquistar o abdômen chapado. Obviamente, tanto na dieta, quanto na hora de malhar é fundamental contar sempre com a supervisão de um profissional habilitado.

Mais artigos...

  1. Estudo mostra que o uso de etanol nos veículos reduz a poluição por nanopartículas
  2. Aleitamento materno ainda enfrenta obstáculos
  3. Segurança pública: solução depende de participação social
  4. “Memórias Póstumas de Brás Cubas” observa a condição humana
  5. Do sertão à ‘selva’ paulistana, o rito de passagem dos pankararu
  6. Dieta pós 40: veja o que deve mudar no cardápio para garantir vigor durante a meia idade
  7. Uerj pesquisa influência da atividade física das mães na obesidade dos filhos
  8. A desigualdade “racial” nas eleições
  9. Pediatras lançam guia para promover atividade física a criança e adolescente
  10. Sem aumento do PIS/Cofins, governo perde R$ 78 milhões por dia, diz AGU
  11. Pesquisa diz que a cada 16,8 segundos uma tentativa de fraude é aplicada no país
  12. O ano de 2016 bateu um novo recorde de deslocamentos forçados - Quais países mais geram refugiados pelo mundo?
  13. Pesquisa revela como o exercício físico protege o coração
  14. Laerte: heroína trans ou homem vestido de mulher?
  15. Declínio de Temer no exterior ajuda Macri a projetar Argentina
  16. O mundo, para as crianças, é a sua comunidade
  17. Misto de sentimentos marca saída dos militares brasileiros do Haiti
  18. Desemprego e informalidade assolam mulheres da América Latina
  19. Automedicação pode ter graves consequências
  20. Lei de Cotas em concurso é julgada constitucional, mas ainda motiva ações
  21. Migração: nova lei assegura direitos e combate a discriminação
  22. Grande São Paulo precisa controlar a emissão dos veículos a diesel
  23. O perfil dos corredores de rua amadores
  24. Há 100 anos, greve geral parou São Paulo
  25. Desvendando o cártamo: o que esse óleo pode fazer por sua dieta?
  26. Expectativa de vida de transexuais é de 35 anos, metade da média nacional
  27. Dalva de Oliveira
  28. Sem espaço adequado, Câmara guarda 1,2 mil obras de arte longe do público
  29. Doenças do inverno: Como fortalecer a alimentação e afastar os males típicos dessa época
  30. São Paulo precisa redescobrir a relação com seus rios
  31. Intervenções na Amazônia maquiam problemas, aponta pesquisador
  32. Plano Nacional de Educação completa três anos com apenas 20% das metas cumpridas
  33. Ao completar 9 anos, Lei Seca não impede que motoristas dirijam alcoolizados
  34. COOs e CTOs: corram para as montanhas!
  35. Crianças com microcefalia têm atendimento especializado
  36. Cruz Vermelha alerta para retorno da guerra urbana no Oriente Médio
  37. O que você come à noite pode atrapalhar o emagrecimento?
  38. Brasil registra aumento de trabalho infantil entre crianças de 5 a 9 anos
  39. Senado do Império estudou transposição do Rio São Francisco
  40. Projeto reacende debate sobre alimentos transgênicos
  41. Lei cria documento único de identificação nacional
  42. Pesquisa e desenvolvimento são principais ferramentas para eficiência energética
  43. Cidades costeiras são mais vulneráveis a mudanças do clima
  44. As empresas precisam “sair do armário”
  45. Eleitores jovens se afastam da democracia tradicional
  46. Brasil poderá ter evento nacional destinado à prevenção do suicídio
  47. Brasil reduz mortalidade materna, mas continua longe do ideal, diz especialista
  48. Consumo excessivo de álcool na balada expõe homens e mulheres a riscos diferentes
  49. Conheça as regras para adotar uma criança no Brasil
  50. Ciclovias em expansão influenciam mercado imobiliário de São Paulo
  51. Em dias de intolerância, pesquisadores destacam valor das mensagens de Gentileza
  52. O fim do carro próprio?
  53. Congresso avalia projetos para atender configurações familiares modernas
  54. BGE: 123 milhões de jovens com 15 anos ou mais não praticam esporte no Brasil
  55. Metabolismo lento: como identificar e reverter o problema que pode prejudicar a perda de peso
  56. Temer nega ampliação da faixa de isenção do Imposto de Renda
  57. Sinal verde para o emagrecimento: combine chá e café para turbinar a queima de gordura
  58. Tese revela luta das brasileiras por direitos civis e trabalhistas
  59. Estudo investiga como vida conjugal influencia carreira feminina
  60. Maio Amarelo quer reduzir acidentes e vítimas de trânsito
  61. Reposição de vitaminas na terceira idade: o que é fundamental para manter o vigor e garantir mais saúde?
  62. Dorival Caymmi, a pedra que ronca no meio do mar
  63. Em São Paulo, 97,8% dos idosos não conseguem atravessar a rua no tempo dos semáforos
  64. Direito do preso de trabalhar é realidade só para minoria
  65. 10 alimentos para aliviar os sintomas do estresse e da ansiedade
  66. Veja o que muda com a reforma trabalhista aprovada na Câmara
  67. Mulheres podem ter direito a escolher o alistamento militar
  68. Cardápio energizante: Como vencer o cansaço e a fraqueza causados pela má alimentação
  69. Um em cada dez estudantes no Brasil é vítima frequente de bullying
  70. Livros infantis ganham espaço no mercado brasileiro
  71. Pesquisas resgatam história genética de remanescentes de quilombos
  72. Gorduras do bem: Conheça os diferentes tipos de Ômega e saiba porque eles são itens obrigatórios no cardápio
  73. Direto da Amazônia, livro revela como a castanha-do-pará ganhou o mundo
  74. Modo de vida camponês ainda resiste entre pequenos agricultores
  75. São Paulo de Todos os Tempos e o sentido de respeito à cidade
  76. Reforma trabalhista recebe 844 emendas; relatório deve ser apresentado na quarta-feira
  77. Proposta proíbe concurso público exclusivo para cadastro de reserva
  78. Há 40 anos, ditadura impunha Pacote de Abril e adiava abertura política
  79. Como a dívida pública afeta cada brasileiro
  80. Lanchinhos no trabalho: Quais substituições podem ajudar a evitar os deslizes da dieta
  81. Abelhas sem ferrão têm guardas especializadas para defender suas colmeias
  82. Discurso das novas dietas reforça padrões de beleza inalcançáveis
  83. Efeitos da seca acentuam de maneira permanente perda florestal na Amazônia
  84. Jogadores contam histórias do preconceito enfrentado na Europa
  85. Saúde e boa forma: aposte na dieta para eliminar a barriga e controlar a síndrome metabólica
  86. Brasil carece de legislação para reúso de água
  87. ONU: crise econômica emperra desenvolvimento humano no Brasil
  88. Livro revela o pouco conhecido Holocausto da Transnístria
  89. Lava Jato completa três anos de investigações com 260 acusados criminalmente
  90. Livro mostra as verdadeiras origens de Corinthians, Palmeiras e São Paulo
  91. Doença renal crônica leva mais de 120 mil brasileiros para hemodiálise
  92. Orçamento taxava dono de escravo e previa salário para Pedro II
  93. Desafiando o Império, há 200 anos Pernambuco criava primeira República do Brasil
  94. Reforma promete ensino médio mais atraente
  95. Maioria das mulheres no Brasil e no mundo prefere trabalhar a ficar em casa
  96. As mulheres e o direito ao esporte
  97. Onde se escondem as poucas onças-pintadas que sobraram
  98. Como apostar nas fibras para reduzir o inchaço e melhorar a saúde
  99. Construção de cisternas leva desenvolvimento à região do semiárido
  100. Bacalhau do Batata levou trabalhadores e foliões para as ruas de Olinda