Ciclovias em expansão influenciam mercado imobiliário de São Paulo

Quanto mais perto o imóvel fica da ciclovia, mais valorizado ele é, aponta estudo do Núcleo de Economia Regional e Urbana

Ciclovias 1 temproario

Dado Nogueira/Jornal da USP

As ciclovias, devido à sua recente expansão em São Paulo, vêm sendo um tema muito debatido por urbanistas, economistas e especialistas de muitas áreas. O pesquisador Fábio Tieppo, do Núcleo de Economia Regional e Urbana da USP (Nereus), desenvolveu um estudo que trata da relação entre o preço dos imóveis de São Paulo e a expansão das vias para bicicleta pelo município.

No século 21, os investimentos em ciclovias vêm aumentando com o passar dos anos, diz o pesquisador, tanto por questões urbanísticas quanto ambientais, pois o uso das bicicletas no transporte diminui a quantidade de carros nas ruas e, consequentemente, a emissão de gases poluentes.

Para o aumento real do uso da bicicleta como transporte pelos cidadãos, o pesquisador apontou que não só o investimento em vias e infraestrutura para o transporte cicloviário é suficiente. É necessário que haja desestímulos ao uso dos automóveis, além dos incentivos à bicicleta, para que ocorra um aumento significativo.

Tieppo destacou também os benefícios e problemas trazidos pelo aumento do transporte por meio de bicicletas no meio urbano. Como prejuízos, citou o estreitamento de vias, o que pode criar ou aumentar congestionamentos de carros, e a redução de vagas, que pode reduzir o comércio em ruas que receberem ciclovias.

Os benefícios apontados são o custo mais baixo da mobilidade; incentivo à saúde, devido à atividade física; segurança, pela redução de acidentes; e qualidade de vida, trazida pela recreação, diminuição da poluição, etc.

Ciclovias 2 temproarioA apresentação trouxe dados da quilometragem de vias para bicicleta em grandes cidades desenvolvidas ao redor do globo. Nova York conta com 392 km de ciclovias construídas e mais 900 km planejados, e Chicago possui 160 km e planeja a construção de mais 800 km.

O pesquisador deu exemplos de cidades na Europa que tiveram resultados muito positivos com os investimentos no transporte cicloviário. A Holanda, país que conta com a maior porcentagem de viagens realizadas em bicicleta, registrou uma diminuição muito grande no número de acidentes de trânsito fatais, quase inversamente proporcional ao crescimento das viagens de bicicleta.

Pesquisas realizadas em São Paulo no ano de 2007 pela OD (Origem/Destino) – antes do incentivo às ciclovias, iniciado no ano de 2013 com o prefeito Fernando Haddad -, mostram que apenas 0,8% de todas as viagens em São Paulo eram feitas em bicicleta. Em 2014, juntamente ao aumento da malha cicloviária do município, o número de ciclistas cresceu 50%.

O aumento do número de pessoas usando a bicicleta e também da constância do uso, junto do crescente número de vias para bicicleta, teve impactos no mercado imobiliário. A pesquisa de Fábio Tieppo analisou essa influência.

Inicialmente, foi necessária a divisão dos tipos de ciclovia presentes na cidade, observando-se grande heterogeneidade. Após a análise, Fábio pôde classificá-las em seis diferentes tipos:

Ciclovias 3 temproarioContando com o banco de dados fornecido pelo site de busca de imóveis Zap, o dataZap, Fábio Tieppo mapeou os imóveis à venda ou para aluguel da cidade de São Paulo, dividindo o município em 350 zonas, das quais extraiu dados necessários para as conclusões.

Para o estudo, Fábio levou em conta alguns fatores, como quantidade de quartos, banheiros, garagens, preço do condomínio, quantidade de suítes e idade do imóvel. Além das características do imóvel em si, o pesquisador também considerou os arredores, levando em conta saúde, segurança, transporte, educação e cultura.

Os resultados revelaram que os imóveis mais próximos das vias para bicicleta apresentavam uma valorização muito alta, e que, conforme aumentava a distância entre imóvel e ciclovia, a valorização caía rapidamente. Esse resultado é bastante importante para uma análise urbanística e econômica do fenômeno da expansão das ciclovias e mostra que ele envolve não só trânsito, mas também qualidade de vida, ecologia e economia.

Conheça os exercícios físicos mais recomendados por faixa etária

Luiz Henrique Tintori (*)

A prática regular de exercícios físicos é essencial para manter a qualidade de vida

Doenças associadas ao sedentarismo, excesso de peso e baixo consumo de verduras e frutas correspondem a mais de 70% das causas de mortes no Brasil, segundo dados da Pesquisa Nacional de Saúde, do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).
Além de promover um envelhecimento saudável, a prática de atividades físicas melhora a disposição das pessoas, combate a depressão, fibromialgia e fadiga - doenças que estão cada vez mais presentes nessa geração. Os exercícios também auxiliam no tratamento de doenças crônicas como hipertensão, diabetes, artrose e dores musculares.
É importante lembrar que para manter a saúde em dia e em segurança, os exercícios precisam ser feitos mais de uma vez na semana e com uma intensidade dosada. Pessoas que não se exercitam e têm um final de semana agitado, por exemplo, têm maior propensão a desenvolver arritmias cardíacas e morte súbita quando praticam alguma atividade ou esporte, especialmente se o indivíduo tiver mais de 50 anos.
Uma sociedade fisicamente ativa começa na infância com as crianças seguindo o exemplo dos mais velhos, isto é, pais que praticam exercícios físicos aumentam as chances de que os seus filhos pratiquem, ainda mais se preservarem a atividade em família, como uma caminhada no parque.
Para prevenir doenças e manter o bem-estar físico e mental, indico como dever ser a prática adequada de exercícios físicos em cada fase da vida. Confira.
• Crianças de até 12 anos: praticar atividades intensas como pega-pega, queimada e aulas de educação física, que envolvam a coordenação motora, consciência corporal, alongamento e força muscular. É na infância e adolescência que o indivíduo desenvolve as características para determinados esportes e cria um vínculo com a atividade física, ficando mais propenso a seguir esse ritmo na fase adulta.
• Jovens e adultos: a série mais completa para jovens e adultos envolvem os três pilares do exercício: atividades aeróbicas como corrida e hidroginástica; atividades de força muscular como funcional e musculação; e atividades de flexibilidade como alongamento e ioga. Indicamos que sejam realizadas mais de três vezes na semana, por pelo menos 30 minutos.
• Idosos: os idosos sofrem de perda muscular, falta de força e equilíbrio, sendo mais vulneráveis à quedas, fraturas e osteoporose, além de ter uma incidência maior de hipertensão, demências, diabetes e cânceres. Para prevenção de quedas, os exercícios de resistência como musculação, funcionais e pilates são os mais indicados. Caminhada e hidroginástica são boas atividades, no entanto, devem ser feitas somente após avaliação médica.

(*) - É ortopedista e médico do esporte da clínica Doktor’s (SP).

Mais artigos...

  1. Em dias de intolerância, pesquisadores destacam valor das mensagens de Gentileza
  2. O fim do carro próprio?
  3. Congresso avalia projetos para atender configurações familiares modernas
  4. BGE: 123 milhões de jovens com 15 anos ou mais não praticam esporte no Brasil
  5. Metabolismo lento: como identificar e reverter o problema que pode prejudicar a perda de peso
  6. Temer nega ampliação da faixa de isenção do Imposto de Renda
  7. Sinal verde para o emagrecimento: combine chá e café para turbinar a queima de gordura
  8. Tese revela luta das brasileiras por direitos civis e trabalhistas
  9. Estudo investiga como vida conjugal influencia carreira feminina
  10. Maio Amarelo quer reduzir acidentes e vítimas de trânsito
  11. Reposição de vitaminas na terceira idade: o que é fundamental para manter o vigor e garantir mais saúde?
  12. Dorival Caymmi, a pedra que ronca no meio do mar
  13. Em São Paulo, 97,8% dos idosos não conseguem atravessar a rua no tempo dos semáforos
  14. Direito do preso de trabalhar é realidade só para minoria
  15. 10 alimentos para aliviar os sintomas do estresse e da ansiedade
  16. Veja o que muda com a reforma trabalhista aprovada na Câmara
  17. Mulheres podem ter direito a escolher o alistamento militar
  18. Cardápio energizante: Como vencer o cansaço e a fraqueza causados pela má alimentação
  19. Um em cada dez estudantes no Brasil é vítima frequente de bullying
  20. Livros infantis ganham espaço no mercado brasileiro
  21. Pesquisas resgatam história genética de remanescentes de quilombos
  22. Gorduras do bem: Conheça os diferentes tipos de Ômega e saiba porque eles são itens obrigatórios no cardápio
  23. Direto da Amazônia, livro revela como a castanha-do-pará ganhou o mundo
  24. Modo de vida camponês ainda resiste entre pequenos agricultores
  25. São Paulo de Todos os Tempos e o sentido de respeito à cidade
  26. Reforma trabalhista recebe 844 emendas; relatório deve ser apresentado na quarta-feira
  27. Proposta proíbe concurso público exclusivo para cadastro de reserva
  28. Há 40 anos, ditadura impunha Pacote de Abril e adiava abertura política
  29. Como a dívida pública afeta cada brasileiro
  30. Lanchinhos no trabalho: Quais substituições podem ajudar a evitar os deslizes da dieta
  31. Abelhas sem ferrão têm guardas especializadas para defender suas colmeias
  32. Discurso das novas dietas reforça padrões de beleza inalcançáveis
  33. Efeitos da seca acentuam de maneira permanente perda florestal na Amazônia
  34. Jogadores contam histórias do preconceito enfrentado na Europa
  35. Saúde e boa forma: aposte na dieta para eliminar a barriga e controlar a síndrome metabólica
  36. Brasil carece de legislação para reúso de água
  37. ONU: crise econômica emperra desenvolvimento humano no Brasil
  38. Livro revela o pouco conhecido Holocausto da Transnístria
  39. Lava Jato completa três anos de investigações com 260 acusados criminalmente
  40. Livro mostra as verdadeiras origens de Corinthians, Palmeiras e São Paulo
  41. Doença renal crônica leva mais de 120 mil brasileiros para hemodiálise
  42. Orçamento taxava dono de escravo e previa salário para Pedro II
  43. Desafiando o Império, há 200 anos Pernambuco criava primeira República do Brasil
  44. Reforma promete ensino médio mais atraente
  45. Maioria das mulheres no Brasil e no mundo prefere trabalhar a ficar em casa
  46. As mulheres e o direito ao esporte
  47. Onde se escondem as poucas onças-pintadas que sobraram
  48. Como apostar nas fibras para reduzir o inchaço e melhorar a saúde
  49. Construção de cisternas leva desenvolvimento à região do semiárido
  50. Bacalhau do Batata levou trabalhadores e foliões para as ruas de Olinda
  51. Novas regras para deportação geram apreensão entre imigrantes nos EUA
  52. Entra em vigor acordo global que pode gerar US$ 1 trilhão de comércio por ano
  53. Quando o carnaval questiona limites de sua própria liberdade
  54. Dieta e malhação: conheça os maiores erros antes e depois do treino e saiba como evitá-los
  55. Consumo de combustíveis no Brasil caiu 4,5% em 2016
  56. Brasil, um desperdiçador em dois mundos
  57. Polícia militarizada favorece manifestações como as do Espírito Santo, diz professor
  58. A explosão da economia compartilhada
  59. Não há nível de desmatamento seguro para o clima na Amazônia
  60. Nordeste entra no sexto ano do que pode ser a pior seca de sua história
  61. Crise do sistema de aposentadorias já preocupava dom Pedro II
  62. Estudo mapeia condições das favelas em São Paulo
  63. Guia alerta sobre consumo precoce de bebidas alcoólicas entre jovens
  64. O grande salto das mulheres em 2015
  65. Confira as eleições que podem mudar o mundo em 2017
  66. Mãe conta drama de enterrar filho degolado em Alcaçuz
  67. Nem leão, nem gazela
  68. A desigualdade posta à mesa
  69. Febre amarela: conheça os sintomas e saiba quando tomar a vacina
  70. Água incita disputa por terras no Nordeste 
  71. Obama termina mandato com boa aprovação e erros, mostram pesquisas
  72. Às vésperas da posse, brasileiros nos EUA estão apreensivos
  73. Oito homens mais ricos detêm mesmo patrimônio que a metade mais pobre do mundo
  74. Iphan completa 80 anos com grande patrimônio e poucos recursos
  75. Contribuições da Fiocruz à sociedade serão foco da nova presidente
  76. Passados 10 anos, ninguém foi condenado por acidente no Metrô
  77. Confira dicas para economizar e itens proibidos na lista de material escolar
  78. Brasil quer intensificar relações com os Estados Unidos e ampliar comércio
  79. Equoterapia estimula crianças com autismo
  80. Programa de cuidado com saúde mental auxilia idosos com depressão
  81. Temer terá de superar desafios políticos para conter crise, dizem especialistas
  82. O clube dos cidadãos de cor
  83. Aos 18 anos, reserva concilia geração de renda e conservação da Amazônia
  84. Ano Novo: Cardápio Novo: invista na reeducação alimentar e dê adeus ao eterno regime
  85. STF analisará em 2017 delações da Odebrecht e validade do aborto
  86. Veja fatos marcantes no cinema, na música e no teatro em 2016
  87. Baixo crescimento marcará economia em 2017, preveem especialistas
  88. Ondas gravitacionais e flor nascida no espaço; relembre fatos da ciência em 2016
  89. Reforma do ensino médio e ocupações em escolas marcaram 2016
  90. Eleição de Trump, Brexit, e outros fatos marcantes no mundo em 2016
  91. Acordo de paz, morte de Fidel e suspensão marcam América Latina em 2016
  92. Usina de Itaipu quebra próprio recorde de geração de energia elétrica
  93. Concentração de poder de mercado pode prejudicar o agronegócio paulista
  94. Suplementação de cálcio e vitamina D melhora expectativa e qualidade de vida dos idosos
  95. Ampliação adequada do Parque dos Veadeiros pode garantir proteção a 50 espécies
  96. Pesquisa detecta mudanças nos hábitos de consumo dos brasileiros como consequência da crise no país
  97. Lágrima verde
  98. Mudanças climáticas atingem do Peru a Porto Alegre
  99. Longevidade ampliada
  100. Fidel Castro, referência de revoluções latino-americanas