Livros infantis ganham espaço no mercado brasileiro

Dados do Sindicato Nacional dos Editores de Livros (Snel) mostram que o crescimento de vendas do gênero infantil em 2016, em relação a 2015, foi de 28%

livros-infantis-de-graca-noticias temproario

Mariana Tokarnia/Agência Brasil

Nesse mesmo período, o mercado geral de livros caiu 9,7%. Os dados tratam dos livros vendidos no varejo, em livrarias. Ontem (18) foi comemorado o 'Dia Nacional do Livro Infantil', data escolhida em homenagem ao escritor brasileiro Monteiro Lobato, que nasceu neste dia, em 1882.

A empresária Flávia Oliveira, 31 anos, é uma das compradoras. Ela apresentou os livros à filha, Bruna, de 3 anos, desde cedo, antes mesmo de completar 1 ano. Eram livros de páginas mais duras e com imagens que faziam parte do cotidiano. “Como ela ia muito ao zoológico, comprávamos livros com ilustrações de animais, nos quais ela identificava coisas que faziam parte do universo dela".

Os livros infantis têm papel fundamental na formação das crianças e ajudam inclusive no processo de alfabetização.Segundo Flávia, após ouvir várias vezes a mesma história, Bruna se senta com as bonecas em círculo e conta para elas o que ouviu e o que criou a partir do livro. “Eu acho que se a gente quiser que ela tenha esse interesse por livros quando for maior, tem que criar hábito desde criança, para que seja algo prazeroso. Eu não tive isso. Quando entrei na escola, achava os livros muito maçantes. Eu queria que a leitura trouxesse algo prazeroso para ela”, diz.

Embora as vendas tenham aumentado, as obras infantis ainda representam fatia pequena do mercado nacional de livros, 2,8% em 2016 - um aumento em relação aos 2% registrados em 2015. "É muito importante saber que esses livros tiveram um crescimento, pequeno, mas significativo", diz a secretária-geral da Fundação Nacional do Livro Infantil e Juvenil, Elizabeth D'Angelo Serra. Para ela, os dados, que mostram os livros comprados em livraria, não refletem no entanto todo o acesso das crianças, que ocorre pela escola. As compras das escolas públicas, como não ocorrem no varejo, não entram no cálculo.

Ontem (18), foi comemorado o Dia Nacional do Livro Infantil, em homenagem ao escritor Monteiro Lobato, que nasceu nesse dia, em 1882.Livros na escola
Nos lugares onde se tem acesso à literatura, os efeitos são positivos. Para Márcia Helena Gomes de Sousa Dias, professora do Centro de Educação Infantil (CEI) do Núcleo Bandeirante, no Distrito Federal, os livros infantis têm papel fundamental na formação das crianças e ajudam inclusive no processo de alfabetização. A escola, além de ter momentos de leitura dos professores para os estudantes, incentiva as crianças e pegarem os livros, a inventarem histórias a partir das imagens. A intenção é que os livros estejam inseridos em todas as atividades, que se forem brincar, por exemplo, possam usá-los. E aprendam também a cuidar, a colocar no lugar depois de usar.

Os livros, de acordo com Márcia, servem para que as crianças se familiarizem com as letras: "As crianças têm primeiro o trabalho visual. Começam a perceber nos livros de história que algumas letras fazem parte do nome dela, dos pais ou de colegas. É uma pré-alfabetização. Fazem sempre essa conexão, de figuras com letras e depois de letras som, quando lemos para elas". Além de trabalhar a literatura na própria sala de aula, as escolas podem servir de incentivo para que a leitura chegue à casa dos estudantes.

Livros-infantis-6-estrat temproarioUm estudo da Universidade de Nova York, em colaboração com o IDados e o Instituto Alfa e Beto, divulgado no ano passado, mostrou um aumento de 14% no vocabulário e de 27% na memória de trabalho de crianças cujos pais leem para elas pelo menos dois livros por semana. O estudo revelou ainda que a leitura frequente para as crianças leva à maior estimulação fonológica, o que é importante para a alfabetização, à maior estimulação cognitiva e a um aumento de 25% de crianças sem problemas de comportamento. O estudo foi feito com base na experiência de Boa Vista (Acre), com o programa Família que Acolhe, voltado para a primeira infância, que acompanha as crianças desde a gravidez até os 6 anos de idade.

A leitura é um dos carro-chefe do programa, segundo a gestora das Casas Mães no município - espécie de escolas de educação infantil de tempo integral - do Núcleo Senador Helio Campos, Maria de Lourdes Vieira dos Santos. Cada criança escolhe, na escola, dois livros para levar para casa e ficar com eles pelos próximos 15 dias. Nesse período, devem elas mesmas manuseá-los e pedir que pais ou responsáveis leiam para elas. “A leitura é importante porque, além de aproximar os pais da criança, que têm esse tempo proveitoso junto ao filho, ajuda a criança a desenvolver a oralidade, a mudar o repertório de palavras. Trabalha também o imaginário e a fantasia por meio das histórias que são contadas”, diz.

Faltam livros
Dados do último Censo Escolar, de 2016, mostram que 50,5% das escolas de educação básica têm biblioteca e/ou sala de leitura (esse percentual é de 53,7% para as que oferecem ensino fundamental e de 88,3% no ensino médio). O Brasil tem até 2020 para cumprir a meta de universalizar esses espaços, prevista na Lei 12.244. A legislação, sancionada em 24 de maio de 2010, obriga todos os gestores a providenciar um acervo de, no mínimo, um livro para cada aluno matriculado, tanto na rede pública quanto privada.

9-dicas-para-escolher-bons-livros-infantis temproarioA realidade do ensino fundamental e médio se estende ao ensino infantil público, segundo a vice-presidente da União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação (Undime), Manuelina Martins da Silva Arantes Cabral, dirigente municipal de Costa Rica (MS). Ela estima que metade das escolas tenha pelo menos o mínimo de um livro por estudante. "E um livro ainda é pouco, porque os livros, se utilizados, vão se gastando. Além disso, para as escolas envolverem as famílias, precisam que os estudantes levem livros para casa, o que vai demandar mais de um livro".

Segundo ela, muitos municípios não têm condições de investir em livros e dependem de parcerias com o MEC. Essa parceria se dá, principalmente, pelo Programa Nacional Biblioteca da Escola, que investiu, até 2014, R$ 50,5 milhões em mais de 12 milhões de livros para mais de 5 milhões de crianças da creche e pré-escola. Depois, o investimento passou a ser feito no âmbito do Pacto Nacional pela Alfabetização na Idade Certa (Pnaic), programa criado em 2013 para alfabetizar as crianças até os 8 anos de idade.

Atualmente, o Brasil tem 64,5 mil creches, sendo a maior parte pública, da rede municipal (58,8%), enquanto 41% são privadas e 105,3 mil unidades com pré-escola, sendo 72,8% municipais e 26,3%, privadas. São mais de 8 milhões de matrículas até os 5 anos de idade.

Mais artigos...

  1. Pesquisas resgatam história genética de remanescentes de quilombos
  2. Gorduras do bem: Conheça os diferentes tipos de Ômega e saiba porque eles são itens obrigatórios no cardápio
  3. Direto da Amazônia, livro revela como a castanha-do-pará ganhou o mundo
  4. Modo de vida camponês ainda resiste entre pequenos agricultores
  5. São Paulo de Todos os Tempos e o sentido de respeito à cidade
  6. Reforma trabalhista recebe 844 emendas; relatório deve ser apresentado na quarta-feira
  7. Proposta proíbe concurso público exclusivo para cadastro de reserva
  8. Há 40 anos, ditadura impunha Pacote de Abril e adiava abertura política
  9. Como a dívida pública afeta cada brasileiro
  10. Lanchinhos no trabalho: Quais substituições podem ajudar a evitar os deslizes da dieta
  11. Abelhas sem ferrão têm guardas especializadas para defender suas colmeias
  12. Discurso das novas dietas reforça padrões de beleza inalcançáveis
  13. Efeitos da seca acentuam de maneira permanente perda florestal na Amazônia
  14. Jogadores contam histórias do preconceito enfrentado na Europa
  15. Saúde e boa forma: aposte na dieta para eliminar a barriga e controlar a síndrome metabólica
  16. Brasil carece de legislação para reúso de água
  17. ONU: crise econômica emperra desenvolvimento humano no Brasil
  18. Livro revela o pouco conhecido Holocausto da Transnístria
  19. Lava Jato completa três anos de investigações com 260 acusados criminalmente
  20. Livro mostra as verdadeiras origens de Corinthians, Palmeiras e São Paulo
  21. Doença renal crônica leva mais de 120 mil brasileiros para hemodiálise
  22. Orçamento taxava dono de escravo e previa salário para Pedro II
  23. Desafiando o Império, há 200 anos Pernambuco criava primeira República do Brasil
  24. Reforma promete ensino médio mais atraente
  25. Maioria das mulheres no Brasil e no mundo prefere trabalhar a ficar em casa
  26. As mulheres e o direito ao esporte
  27. Onde se escondem as poucas onças-pintadas que sobraram
  28. Como apostar nas fibras para reduzir o inchaço e melhorar a saúde
  29. Construção de cisternas leva desenvolvimento à região do semiárido
  30. Bacalhau do Batata levou trabalhadores e foliões para as ruas de Olinda
  31. Novas regras para deportação geram apreensão entre imigrantes nos EUA
  32. Entra em vigor acordo global que pode gerar US$ 1 trilhão de comércio por ano
  33. Quando o carnaval questiona limites de sua própria liberdade
  34. Dieta e malhação: conheça os maiores erros antes e depois do treino e saiba como evitá-los
  35. Consumo de combustíveis no Brasil caiu 4,5% em 2016
  36. Brasil, um desperdiçador em dois mundos
  37. Polícia militarizada favorece manifestações como as do Espírito Santo, diz professor
  38. A explosão da economia compartilhada
  39. Não há nível de desmatamento seguro para o clima na Amazônia
  40. Nordeste entra no sexto ano do que pode ser a pior seca de sua história
  41. Crise do sistema de aposentadorias já preocupava dom Pedro II
  42. Estudo mapeia condições das favelas em São Paulo
  43. Guia alerta sobre consumo precoce de bebidas alcoólicas entre jovens
  44. O grande salto das mulheres em 2015
  45. Confira as eleições que podem mudar o mundo em 2017
  46. Mãe conta drama de enterrar filho degolado em Alcaçuz
  47. Nem leão, nem gazela
  48. A desigualdade posta à mesa
  49. Febre amarela: conheça os sintomas e saiba quando tomar a vacina
  50. Água incita disputa por terras no Nordeste 
  51. Obama termina mandato com boa aprovação e erros, mostram pesquisas
  52. Às vésperas da posse, brasileiros nos EUA estão apreensivos
  53. Oito homens mais ricos detêm mesmo patrimônio que a metade mais pobre do mundo
  54. Iphan completa 80 anos com grande patrimônio e poucos recursos
  55. Contribuições da Fiocruz à sociedade serão foco da nova presidente
  56. Passados 10 anos, ninguém foi condenado por acidente no Metrô
  57. Confira dicas para economizar e itens proibidos na lista de material escolar
  58. Brasil quer intensificar relações com os Estados Unidos e ampliar comércio
  59. Equoterapia estimula crianças com autismo
  60. Programa de cuidado com saúde mental auxilia idosos com depressão
  61. Temer terá de superar desafios políticos para conter crise, dizem especialistas
  62. O clube dos cidadãos de cor
  63. Aos 18 anos, reserva concilia geração de renda e conservação da Amazônia
  64. Ano Novo: Cardápio Novo: invista na reeducação alimentar e dê adeus ao eterno regime
  65. STF analisará em 2017 delações da Odebrecht e validade do aborto
  66. Veja fatos marcantes no cinema, na música e no teatro em 2016
  67. Baixo crescimento marcará economia em 2017, preveem especialistas
  68. Ondas gravitacionais e flor nascida no espaço; relembre fatos da ciência em 2016
  69. Reforma do ensino médio e ocupações em escolas marcaram 2016
  70. Eleição de Trump, Brexit, e outros fatos marcantes no mundo em 2016
  71. Acordo de paz, morte de Fidel e suspensão marcam América Latina em 2016
  72. Usina de Itaipu quebra próprio recorde de geração de energia elétrica
  73. Concentração de poder de mercado pode prejudicar o agronegócio paulista
  74. Suplementação de cálcio e vitamina D melhora expectativa e qualidade de vida dos idosos
  75. Ampliação adequada do Parque dos Veadeiros pode garantir proteção a 50 espécies
  76. Pesquisa detecta mudanças nos hábitos de consumo dos brasileiros como consequência da crise no país
  77. Lágrima verde
  78. Mudanças climáticas atingem do Peru a Porto Alegre
  79. Longevidade ampliada
  80. Fidel Castro, referência de revoluções latino-americanas
  81. Menos de 1% das propriedades agrícolas detém quase metade da área rural no país
  82. Cinema brasileiro é mapeado por meio da relação com outras mídias
  83. Crianças que brincam são mais saudáveis, garantem especialistas
  84. Cardiologista do HCor alerta sobre a prevenção das arritmias cardíacas e morte súbita
  85. Quando o avião virou arma
  86. Modelo hidrológico pode auxiliar a prever enchentes
  87. Livro revela intervenções dos EUA no governo JK
  88. Quando a obesidade dá os primeiros sinais
  89. Projeto verão à vista: quais as novidades para conquistar e manter a boa forma
  90. Com perspectiva de reforma, brasileiros têm dúvidas sobre aposentadoria
  91. Expectativa de vida não é dado adequado para debater Previdência
  92. Saúde em dia: Dieta equilibrada promove a manutenção do peso de maneira segura
  93. Nova lei do Simples tira do pequeno empresário o medo de crescer
  94. Entenda como a eleição de Donald Trump pode afetar o Brasil
  95. Lixo do bem
  96. Legalização das vaquejadas divide opiniões
  97. Carpeaux antes de Carpeaux
  98. Professores dão dicas a estudantes que vão fazer as provas do Enem
  99. Cobrança em terreno de marinha é contestada
  100. Campanha anticorrupção pressiona políticos