Professores dão dicas a estudantes que vão fazer as provas do Enem

A quatro dias do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), estudantes ainda se prepararam para a maratona de dez horas de provas divididas entre os dias 5 e 6 de novembro. Neste momento, manter a calma, desacelerar o ritmo de estudos e dormir bem para evitar o cansaço excessivo no dia da prova são dicas de professores.

prova-enem temporario

 

O diretor do Colégio Concórdia, de São Paulo, Edson Wander Eller, diz que não adianta o estudante querer revisar todo o conteúdo do ensino médio nesses poucos dias que antecedem a prova. A palavra de ordem agora é “desacelerar” os estudos. Ele sugere também que os candidatos durmam bem para estar preparado física e psicologicamente para o exame.

“Não é que o candidato não precise estudar nada, mas ele precisa de descanso. A prova do Enem é muito cansativa, muito longa, requer muito preparo físico e psicológico dos alunos. Então, a dica é colocar o sono em dia e descansar o que precisa ser descansado”, sugere o diretor.

Para a véspera do Enem, a dica de Edson Wander Eller é esquecer passeios e baladas e manter a concentração no exame. Ele disse que o fato de haver duas provas seguidas é um desafio físico e psicológico, "Então, é preciso estar muito bem preparado fisicamente para fazer essa prova, na quinta-feira, na sexta-feira, ele [o candidato] não tem que se preocupar com balada, com passear, com qualquer outra coisa que não seja a concentração para os estudos”, acrescenta.

A coordenadora do 3° ano do ensino médio do Colégio Batista Mineiro, de Belo Horizonte, Júnia Batista Tavares, afirma que a redução no ritmo de estudos nos dias que antecedem o Enem deve obedecer o perfil de cada estudante. “Há pessoas que ficam mais ansiosas se deixar de estudar do que se continuarem no ritmo delas. Se o estudante está muito ansioso para repassar alguma matéria, faça, mas estabelecendo um tempo limite. Oriento que ele tente desacelerar, mantenha a tranquilidade e procure atividades que tragam relaxamento”, diz.

enem-local-prova temporarioEla recomenda ainda que nos próximos dias os estudantes façam atividades físicas e aquilo que traga tranquilidade. “É preciso garantir boas horas de sono, boa alimentação, atividade físicas, manter a rotina e buscar atividades que tragam certo conforto como assistir a um filme e tentar relaxar um pouco mais”.

O recado do diretor do colégio e curso SEI, no Rio de Janeiro, Daniel Vitor Noleto, para os estudantes nesses últimos dias é que eles fiquem confiantes e não deixem a ansiedade atrapalhar o bom desempenho na hora da prova. “Que o candidato saiba que se ele estudou, fez sua parte, não precisa ter aquela ansiedade a ponto de atrapalhar. Para manter a calma, é bom que aluno entenda que fez o melhor e agora é demonstrar isso no fim de semana de prova”.

Relaxar nos dias anteriores ao Enem é também a dica do educador do colégio SEI. Ele aponta o apoio da família como fundamental nessa reta final. “Durante os últimos dias é bom tentar ficar um pouco mais relaxado, não sentir tanto a pressão da família e de amigos. A família pode ajudar muito, apoiando e com palavras de incentivo para dar tranquilidade ao aluno, para que faça uma boa prova”.

dicas-enem temporarioDaniel Noleto alerta os estudantes que o domingo (6), segundo dia de Enem, é o que exige mais disposição por ser o mais longo e cansativo. É no domingo que são aplicadas as provas de matemática e a de redação, com duração de cinco horas e meia. No sábado (5), são quatro horas e meia de prova. Os educadores sugerem que os estudantes aproveitem o tempo que falta para a aplicação do exame para fazer o percurso de casa até o local de prova. A ideia é garantir que eles vão saber chegar ao endereço no dia do Enem, além de ter uma noção do tempo gasto até lá.

“Se o aluno não se preparar com antecedência, corre o risco de chegar atrasado e perder a prova ou de chegar muito em cima da hora já com uma carga de estresse, o que vai atrapalhar sua concentração”, diz o diretor do colégio Concórdia, Edson Wander Eller. Os cartões de confirmação de inscrição com os endereços do local da prova estão disponíveis na internet, no site do Enem e também no aplicativo do Enem, nas plataformas Android, iOS e Windows Phone. Para acessá-los é preciso informar o CPF e a senha (ABr).

Candidatos erram mais nas provas de matemática, física e química do Enem

935926 temporarioAs disciplinas da área de exatas são as vilãs para muitos estudantes nas provas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), como mostra um levantamento sobre erros e acertos. Foi nas provas de matemática, física e química que os candidatos mais erraram questões no Enem entre os anos de 2009 e 2014. O levantamento foi feito pela plataforma AppProva a partir da análise de microdados do exame e o objetivo é auxiliar professores e estudantes para aprimorarem o desempenho nas provas. As provas do Enem serão realizadas nos dias 5 e 6 de novembro.
A taxa de acertos nestas três disciplinas foram as menores no período analisado. Em matemática, o índice de acerto foi de 29%. Tanto em química quanto em física, de 26%. Levando em conta apenas o exame de 2014, a taxa de acerto em química foi de 27% e em matemática e física, de 25%.
Dentro da matemática, os conteúdos que os estudantes mais erraram foram sistema de equações, funções do segundo grau e escala. Em física, o conteúdo campeão de erros é a dinâmica e em química há empate entre equilíbrio químico e estequiometria.
Matemática é a maior prova
O diretor do colégio e curso SEI, no Rio de Janeiro, Daniel Vitor Noleto, lembra que a prova de matemática é a maior do Enem, com 45 questões, e aponta algumas dicas para o candidato se sair bem. Ele aconselha os estudantes pesquisarem os conteúdos de matemática que mais têm caído nas provas do Enem para dedicar atenção a eles. Outra sugestão é também direcionar mais tempo de estudo para as áreas da matemática onde o estudante tem mais dificuldade.
“É importante ver o que você tem mais dificuldade dentro da matemática e estudar a fundo esse conteúdo, pesquisar o que mais tem caído em matemática, pegar esses assuntos que são mais importantes e estudar bem durante a reta final para garantir o máximo de pontos nesta que é uma a maior prova do Enem”, disse.
Taxas de acerto mais elevadas
Já as disciplinas com as maiores taxas de acerto no Enem entre 2009 e 2014 são língua portuguesa (44%), história (38%) e biologia (36%).
A prova do Enem é dividida em quatro áreas de conhecimento: ciências humanas; ciências da natureza; linguagens e códigos; e matemática. O levantamento também analisou os conteúdos que os candidatos mais acertaram dentro dessas áreas.
Em ciências humanas, houve mais acertos nos temas que envolvem ética e política, em ciências da natureza nos conteúdos de anatomia e filosofia. Na matemática, os estudantes acertaram mais progressões aritméticas e, em linguagens, a interpretação de propagandas.
A partir dos microdados do Enem divulgados pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), a plataforma AppProva analisou as taxas de acertos dos alunos por grandes áreas, disciplinas, conteúdos, habilidades e questões (ABr).