Pouca vergonha!

Senhores, estamos mergulhados numa grave crise social envolvendo profundamente a econômica nacional, de conseqüências imprevisíveis e os nossos “nobres” deputados, num “ôba ôba” com seu eleitorado, aprovam um robusto aumento salarial para os funcionalismos públicos dos três poderes

Além disso, foi autorizada a criação de 14.000 cargos no vergonhoso “cabide de empregos” do governo federal. Ao invés de enxugarem a máquina, a estão inflando, mesmo sem recursos! Quem vai pagar essa “conta”, se o caixa do governo está “quebrado”?

Cadê o PATRIOTIMO? O que dirão os milhões de desempregados? E os aposentados e pensionistas da iniciativa privada, sempre postergados nessas ocasiões?

Eles já foram usurpados na desindexação do benefício ao vergonhoso salário mínimo, num total desrespeito ao tal “direito adquirido”.
Dizem que Temer aplaudiu essa irresponsável decisão! É até admissível, porque tal como Dilma, ele precisa de todo apoio disponível no congresso, mas ao menos deveria ser discreto, pois também está precisando do apoio da sociedade, do empresariado, dos formadores de opinião, para tentar tirar o país do caos que a irresponsabilidade de Dilma nos colocou.

Além da união de esforços que ele preconizou ao tomar posse, o país precisa que os homens públicos passem a exercer o PATRIOTISMO, do qual infelizmente estamos tão carentes.

É hora de somar, porém, mais do que nunca, com muita coerência e bom senso!

(*) - É Jornalista – MTb 21.275 (O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.).