Sampa: Bagunça Total

Gente é inacreditável o que se vê em São Paulo, na atual gestão do petista Fernando Haddad. Será que são ordens de Brasília, “bagunçar” para na próxima eleição, este ano, surgirem descaradamente com um plano de restauração? A publicidade enganosa faz parte da administração do PT em todas as áreas, talvez para manter as esperança dos incautos e da sua própria militância.

Vamos aos fatos: as faixas exclusivas para bus, a maioria delas deveria ser apenas nos horários de pico, porque a frota roda quase vazia o dia inteiro, congestionando e poluindo, além de onerar o custo operacional da passagem;

As ciclovias em dias úteis não leva ninguém à lugar nenhum, criando problemas, já que, é uma forma de “fazer caixa”, através da indústria das multas;

A coleta do lixo doméstico que é uma autentica bagunça. Os coletores levam o orgânico como reciclável, quando deveriam ser bem orientados, para não recolher fora do dia;

O “cata bagulho” que é esporádico acaba motivando jogarem tralhas e entulho nas vias públicas e com eles todo tipo de lixo ensacado;

O “tapa buraco” mal executado que está transformando a nossa malha viária, numa colcha de retalhos, além dos buracos ressurgirem na próxima chuva, por estarem fora da especificação;

Transformar a Av. Paulista nos domingos, além do laser em ponto de encontro de camelôs e “trombadinhas”;

O “amparo” subsidiado aos “sem teto” que deveriam estar pleiteado moradia em suas origens, estão sucateado a cidade.

Como se não bastasse essa balburdia generalizada, agora é a saúde pública que esta passando por algo estranho, pois está faltando remédio nas farmácias dos postos de saúde, as filas estão ficando enormes para agendar e passar por consultas, porque alguns postos de saúde como o meu AE Ceci, estão recebendo pacientes de vários outros lugares.

Secretário Padilha (ex-ministro) o que acontece?

(*) - É Jornalista – MTb 21.275 - (www.emquestao.com) (O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.).