Contato: (11) 3043-4171

Dia das Crianças deve movimentar R$ 9,4 bilhões no varejo

A maioria dos consumidores (72%) deve ir às compras este ano no Dia das Crianças — em especial as mulheres (77%).

Dia das temproario

Cada consumidor deve desembolsar, em média, R$ 187 com presentes. Foto: Bruno Campos/FP

É o que revela pesquisa realizada pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) e pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) em todas as capitais. No ano passado, 67% compraram presentes na data. Para 2018, a expectativa é de que o varejo movimente cerca de R$ 9,4 bilhões. Diante de um cenário com alto índice de desemprego e renda achatada, os gastos do consumidor também prometem ser ponderados.

(39%) dos entrevistados pretendem gastar o mesmo valor que o ano assado, enquanto 24% planejam comprar menos. No total, cada consumidor deve desembolsar, em média, R$ 187 com presentes. A data representa a última festa comemorativa antes do Natal e dará sinais de como será o desempenho das vendas no final do ano. “As intenções de compra da data servirão de termômetro para o fim de ano, principalmente em um momento que o poder de compra das famílias continua sendo afetado pelas dificuldades econômicas”, explica a economista-chefe do SPC Brasil, Marcela Kawauti.

A principal razão para que haja um freio no consumo daqueles que pretendem gastar menos deve-se ao orçamento apertado (34%), enquanto 24% desejam economizar, 18% estão desempregados e por essa razão se veem impossibilitados de comprar e 9% têm outras prioridades de aquisição (9%), como carro e casa. Há ainda os que precisam pagar dívidas em atraso (8%). Embora os consumidores estejam cautelosos, a pesquisa mostra que cerca de um terço (30%) pretende comprar dois presentes e 25% apenas um.

A maioria (66%) espera pagar os produtos à vista e o dinheiro será a opção de 51% dos entrevistados. Em segundo lugar, aparece o cartão de crédito parcelado (34%) e em terceiro, o cartão de débito (28%). Entre os que planejam parcelar as compras, a média de prestações é de quatro parcelas. Os shopping centers são o lugar preferido dos consumidores para fazer suas compras (42%), embora 35% optem pela internet, provavelmente motivados pela comodidade e praticidade de encontrar seus presentes (SPC Brasil/CNDL).

Escola de gastronomia é inaugurada no Rio

Escola temproario

Escola oferecerá bolsas de estudos para alunos formados na rede pública estadual. Foto: Divulgação

Agência Brasil

A conceituada escola francesa de gastronomia Le Cordon Bleu inaugurou ontem (4) sua unidade no Rio de Janeiro. A sede carioca de dois andares fica em Botafogo, conta com seis cozinhas profissionais e um restaurante de aplicação. Presente em países como Inglaterra, Japão e Estados Unidos, a Le Cordon Bleu Rio é a segunda unidade no Brasil. A primeira foi inaugurada em São Paulo, em maio último.

A grande novidade dessa unidade foi a oferta de dez bolsas de estudos integrais a alunos de baixa renda da rede pública estadual.
“É um somatório de forças que vai possibilitar aos jovens que vão estudar aqui uma oportunidade única. É um curso que é caro para qualquer padrão do mundo e eles terão essa experiência gratuitamente. Vão sair chefes renomados, podendo até ensinar para outras pessoas”, reforçou o governador Luiz Fernando Pezão.

Os bolsistas foram avaliados por meio de provas objetivas de português, matemática e de um teste de aptidão técnica aplicado pelo instituto. Os aprovados já foram selecionados e iniciaram as aulas no curso Diplôme Cordotec, com 12 meses de duração. Para não bolsistas, o mesmo curso custa cerca de R$ 40 mil.

Quase 80% dos brasileiros possuem smartphones

O brasileiro tem cada vez mais smartphones. No entanto, seguindo a tendência de combinação de percepção de valor com escolhas econômicas, o consumidor aposta em planos nos quais possa controlar seus gastos e manter assim o aparelho e todas as facilidades oferecidas por ele.

De acordo com o estudo ComTech, elaborado pela Kantar Worldpanel, 79% da população tem um telefone inteligente e com várias funcionalidades. Os dados são do primeiro trimestre deste ano. No mesmo período de 2016, o índice era de 58,3%, e nos três primeiros meses de 2017 chegava a 70,8%.

Para usufruir de todos os benefícios da telefonia móvel sem apelar para os pré-pagos ou pós-pagos, 17% da população – quase 24 milhões de pessoas - tem hoje os planos controle, aqueles em que há pagamento de um valor pré-definido mensalmente. Os números se referem a abril (Kantar Worldpanel).

Caiu a inadimplência do consumidor nos últimos 12 meses

A inadimplência do consumidor caiu 2,8% no acumulado em 12 meses (outubro de 2017 até setembro de 2018 frente aos 12 meses antecedentes), de acordo com dados nacionais da Boa Vista SCPC. Na avaliação mensal com ajuste sazonal, setembro apresentou variação negativa de -4,4% frente a agosto. Quando comparado o resultado contra o mesmo mês de 2017, o indicador caiu 0,2%.

Regionalmente, na análise acumulada em 12 meses, ocorreu queda nas regiões Centro-Oeste (-3,8%), Norte (-2,8%), Nordeste (-2,2%), Sudeste (-2,7%) e Sul (-3,1%). As adversidades ocorridas na economia ao longo dos últimos anos geraram grande cautela nas famílias, inibindo o consumo e a tomada de crédito, contribuindo para a diminuição do fluxo de inadimplência.


Dado o ritmo lento da recuperação da atividade econômica e do mercado de trabalho, a tendência de queda nos registros persiste. Espera-se que com a diminuição da desocupação e juros menores ocorra uma evolução mais consistente na demanda por crédito, que deverá colaborar para a manutenção de um ritmo estável do estoque de inadimplência (Boa Vista SCPC).

 
 
 
 

Rua Vergueiro, 2949, 12º andar – cjto 121/122
04101-300 – Vila Mariana – São Paulo - SP

Contato: (11) 3043-4171