Cresceu a demanda por transporte aéreo doméstico

A demanda por transporte aéreo doméstico de passageiros aumentou 5,4% em março na comparação com o mesmo mês do ano passado, informou a Anac.

Este é o primeiro resultado positivo do indicador na base anual após 19 meses consecutivos de queda. A oferta por transporte aéreo doméstico também voltou a crescer, interrompendo uma sequência de 18 meses de retração - a oferta doméstica avançou 3,5% em março em relação ao mesmo período de 2016.
Com a demanda crescendo num ritmo mais elevado que a oferta, a taxa de aproveitamento das aeronaves em voos domésticos operados por empresas brasileiras cresceu 1,5 ponto porcentual (p.p.) em março na base anual, passando de 77,5% para 79%. A Gol liderou o mercado doméstico em março, com uma participação de mercado, medida pelo indicador de demanda RPK (número de passageiros por quilômetro voado), de 35%, acima dos 33% de sua principal concorrente, a Latam. A Azul ficou em terceiro lugar, com 18,7% do market share, enquanto a Avianca Brasil registrou 12,7% de participação.
As empresas aéreas nacionais transportaram um total de 7,437 milhões de passageiros pagos no mercado doméstico em março, alta de 3,6% em relação ao mesmo mês de 2016. Já a carga paga transportada no mercado doméstico foi de 35,492 mil toneladas no terceiro mês do ano, uma elevação de 1,3% na base anual (AE).