Alckmin: leilão de rodovias foi ‘prova de confiança’

O governador Geraldo Alckmin comemorou o resultado do leilão da “Rodovias dos Calçados” e disse que o ágio de 438% da proposta vencedora demonstra a confiança no Estado de São Paulo e no Brasil.

O tucano prometeu acelerar a concessão de operações que totalizarão mais R$ 17 bilhões em investimentos no Estado. A Arteris arrematou ontem (25) o lote, oferecendo R$ 1,213 bilhão para a primeira parcela da outorga. O valor mínimo estipulado para a disputa era de R$ 225,483 milhões.
A concessão possui cerca de 720 km de extensão e conecta os municípios de Itaporanga e Franca, atravessando 35 cidades. Ao todo, o lote engloba trechos de dez rodovias. O governador destacou que a concessão irá gerar 2,8 mil empregos diretos, R$ 5 bilhões de investimentos ao longo de um período de 30 anos e 272 km de duplicação, além da instalação do serviço de pesagem de caminhões, wifi e redução na tarifa de pedágio em 20% no trecho que já é pedagiado, e desconto de mais 5% para motoristas que têm o chip para pagamento automático de pedágio.
Alckmin destacou que o governo já colocou R$ 17,2 bilhões em investimentos em concessões já lançadas, com o conjunto de rodovias no Centro-Oeste, cinco aeroportos executivos e mais a Rodovias dos Calçados. Além disso, mais R$ 17 bilhões de investimentos de concessões que estão em estudos serão acelerados, prometeu o tucano. A proposta do governo é conceder à iniciativa privada a operação das linhas 8 e 9 da CPTM, da linha 15 do Metrô (monotrilho), o Rodoanel, um trem intercidades que ligue a capital à Campinas, um conjunto de parques e mais o Fundo Imobiliário Estadual (AE).