Número de empresas criadas em 2015 ultrapassa 1,5 milhão

O número de novas empresas criadas no Brasil saltou 1,3% em setembro ante agosto e atingiu no acumulado do ano mais de 1,5 milhão, o maior nível desde o início da série histórica do indicador, em 2010, informou a Seresa Experian.

Em setembro deste ano, foram criadas 173.405 novas empresas, alta de 1,3% ante os 171.227 novos empreendimentos que surgiram no mercado em agosto. O número foi o segundo maior para o mês de setembro da história do indicador, perdendo apenas para o mesmo mês de 2014, com 174.517 novas empresas.
Na soma de todas as empresas criadas nos nove primeiros meses de 2015, foram abertos 1.522.988 novos empreendimentos, contra os 1.457.956 nascidos entre janeiro e setembro de 2014. Na comparação, a alta foi de 4,5%. O setor de serviços segue sendo o que mais abre empresas no País, responsável por 61,1% dos novos negócios abertos no ano até setembro. Em seguida vem o comércio, com 30,4%, e a indústria, com 8,2%.
“O aumento na criação de novos empreendimentos ocorrido em setembro de 2015 reflete a sazonalidade mais intensa neste período - novos empreendimentos, sobretudo comerciais, sendo criados para poderem atuar nas vendas de final de ano”, diz a nota técnica da Serasa Experian, que destaca ainda que o recuo em relação ao mesmo mês do ano passado é reflexo do cenário econômico adverso (AE).