Paulinho estranha postura do PSDB sobre afastamento de Cunha

O deputado Paulo Pereira da Silva (SD-SP) disse ter estranhado a postura do PSDB, ao anunciar que vai pedir o afastamento do presidente da Câmara, Eduardo Cunha.

Paulinho contou que Cunha ficou irritado com os tucanos, principalmente porque havia sido combinado com a oposição de que, hoje (12), ele anunciaria um novo rito para o processo de impeachment na Casa.
“O Eduardo Cunha reagiu com indignação. Achou um absurdo”, revelou. Paulinho disse que no almoço da terça-feira (10), com o peemedebista, o PSDB teve uma postura diferente da anunciada no dia seguinte. Agora, ele já não sabe se Cunha anunciará mesmo o novo rito hoje. “Acho que foi mal (a ruptura) porque, no meu ponto de vista, abriram mão do impeachment. Jogaram o Cunha no colo do PT”, avaliou Paulinho.
Ele também estranhou o apoio do PSDB à aprovação da proposta que prorroga a Desvinculação de Receitas da União (DRU) e disse esperar que os tucanos não apoiem também o retorno da CPMF. Paulinho reclamou que os tucanos tomaram uma decisão isolada e não combinada com os demais partidos da oposição. “Foi muito ruim para a oposição”, declarou. O deputado descartou a possibilidade de Cunha se “vingar” dos tucanos. “Neste momento, não vai dar o troco em ninguém”, previu (AE).