Saúde: corte no orçamento não comprometerá programas

SaúdeRio, 25 (AE) - O corte no orçamento do Governo não vai comprometer os programas fundamentais do Ministério da Saúde, garantiu o ministro Arthur Chioro, ao participar da inauguração da reforma e ampliação da Unidade Básica de Saúde de Arrozal, no município de Piraí, a 97 kmdo Rio de Janeiro.

Do total de R$ 69,946 bilhões contingenciados pela União, os cortes no Ministério da Saúde chegaram a R$ 11,774 bilhões. "Os programas que são prioridade estão totalmente preservados. Isso (o corte no orçamento) não comprometerá o funcionamento do sistema", disse o ministro.

Segundo Chioro, pela primeira vez nos últimos 14 anos, o Ministério contará com R$ 3 bilhões a mais do que a recomposição anual do orçamento, calculada com base nos gastos do ano anterior, somados à inflação e à variação nominal do PIB no período. "Será um ano difícil, naturalmente, porque é necessário um ajuste na economia. Mas nós daremos nossa contribuição sem afetar o atendimento, sem afetar qualquer prioridade", afirmou, citando como exemplos os programas Mais Médicos e Farmácia Popular, além do apoio às Santas Casas.

As dificuldades no orçamento, no entanto, deram o tom dos discursos de Chioro, do governador do Rio, Luiz Fernando Pezão, e do Prefeito de Piraí, Luis Antônio da Silva Neves, durante a inauguração da UBS em Arrozal. Nela, foram investidos R$ 215,2 mil do Ministério da Saúde e outros R$ 32,6 mil pela Prefeitura de Piraí. "Em um ano tão difícil, nós dos governos federal, estadual e municipal estamos fazendo a nossa parte. Agora é com vocês", disse, se dirigindo aos servidores que atuam na UBS.

Rua Vergueiro, 2949, 12º andar – cjto 121/122
04101-300 – Vila Mariana – São Paulo - SP