ISSN: 2595-8410 Contato: (11) 3043-4171

Paim lamenta aumento da pobreza

O senador Paulo Paim (PT-RS) lamentou o aumento da pobreza no país.

De acordo com pesquisa do IBGE, mais 2 milhões de pessoas passaram a viver nessa situação no Brasil em 2017. Em 2016 havia no país 52,8 milhões de pessoas em situação de pobreza. Este contingente aumentou para 54,8 milhões em 2017, um crescimento de quase 4%. O número representa 26,5% da população do país, estimada em 207 milhões em 2017. Em 2016, o percentual era de 25,7%.
Já a população na condição de pobreza extrema aumentou em 13%, saltando de 13,5 milhões para 15,3 milhões no mesmo período. É considerada em situação de extrema pobreza quem dispõe de menos de US$ 1,90 por dia, o que equivale a aproximadamente R$ 140 por mês. Já a linha de pobreza é de rendimento individual inferior a US$ 5,5 por dia, o que corresponde a cerca de R$ 406 por mês. Paim disse que a notícia o deixou envergonhado.
Para ele, o aumento da pobreza é resultado da incapacidade do Estado de estimular a criação de empregos e da redução dos programas de transferência de renda como o Bolsa-família durante o governo Temer. “A democracia brasileira para se consolidar precisa ser fortalecida todos os dias. Não alcançamos sua plenitude se a pobreza e a fome pintarem com cores vivas”, disse (Ag.Senado).

Rua Vergueiro, 2949, 12º andar – cjto 121/122
04101-300 – Vila Mariana – São Paulo - SP

Contato: (11) 3043-4171