ISSN: 2595-8410 Contato: (11) 3043-4171

Campanha ‘moral’ contra Temer impediu avanço do País

Em um balanço de erros e acertos do governo Michel Temer, o ministro de Minas e Energia, Moreira Franco, disse que uma “campanha de natureza moral” contra o presidente foi o principal fator para que a reforma da Previdência não tenha sido aprovada.

Um dos nomes mais próximos de Temer, o ministro disse que “nunca viu” uma campanha contrária a um presidente da República “tão deliberada”. Temer foi denunciado duas vezes pela Procuradoria-Geral da República, por obstrução de Justiça e organização criminosa, mas teve as denúncias rejeitadas pela Câmara dos Deputados.
“O grande problema do presidente Temer é que ele teve uma campanha de natureza moral contra ele muito vigorosa, muito dura”, disse Moreira Franco. “Nunca vi nenhuma campanha assim deliberada, quiseram derrubar o presidente da República. Foi essa campanha que impediu (a aprovação da Previdência).”
O ministro ressaltou que, quando a primeira denúncia contra Temer foi divulgada, a reforma da Previdência estava a duas semanas da votação. “Digo com tristeza, mas com muita naturalidade: a história do Brasil, do ponto de vista de emprego, do ponto de vista de ambiente de negócios, seria completamente outra” (AE).

Rua Vergueiro, 2949, 12º andar – cjto 121/122
04101-300 – Vila Mariana – São Paulo - SP

Contato: (11) 3043-4171