Contato: (11) 3043-4171

Gilberto Kassab defende manutenção da Telebras

O ministro da Ciência e Tecnologia, Gilberto Kassab, se manifestou contrário à possibilidade de uma eventual extinção da Telebras, proposta que está sendo discutida pela equipe de governo de Jair Bolsonaro.

“Se me ouvirem, vou mostrar a importância que a empresa tem para o Brasil. E como este será um governo bem-intencionado, vai entender que o serviço que a Telebras está prestando, nenhuma outra instituição pública prestará”, disse, referindo-se aos ganhos que a empresa estatal passará a aferir com a gestão do Satélite Geoestacionário, lançado em maio de 2017, após o Tesouro investir quase R$ 3 bilhões no projeto.
“Custo este que agora será recuperado com as receitas que a empresa vai ter”, acrescentou Kassab, ao participar, em Brasília, da comemoração pelos 21 anos da Anatel. “Teremos serviços na Saúde, Educação, Agricultura, em todos os cantos do país. E ninguém [além da Eletrobras] está habilitado a fazê-los em curtíssimo prazo”, acrescentou.
Presente ao evento da Anatel, o presidente da Telebras, Jarbas José Valente, disse ainda não ter sido consultado por qualquer membro da equipe do futuro governo. Para ele, a estatal é estratégica por auxiliar na integração do país por meio das telecomunicações. “Para mim, a Telebras é uma empresa de Estado, estratégica para o governo. Do ponto de vista de operar um equipamento importantíssimo e de levar serviços como a banda larga para localidades rurais, o que muda o país”, afirmou Valente.
Ele lembrou que a empresa também oferece ao Estado um serviço seguro de comunicações e conta com uma ampla rede de fibra óticas. Valente acredita que, já na próxima semana, terá oportunidade de apresentar aos integrantes da equipe de transição os projetos da estatal (ABr).

Rua Vergueiro, 2949, 12º andar – cjto 121/122
04101-300 – Vila Mariana – São Paulo - SP

Contato: (11) 3043-4171