ISSN: 2595-8410 Contato: (11) 3043-4171

Urologistas alertam para a importância de consultas na adolescência

É comum que as meninas, ao atingirem a puberdade, sejam levadas por suas mães a se consultarem com um ginecologista - entretanto, pessoas do sexo masculino da mesma faixa etária raramente são aconselhadas a procurar um urologista.

Preocupada com esse cenário, a Sociedade Brasileira de Urologia (SBU) criou a campanha #VemProUro, que busca conscientizar pais e jovens sobre a importância de se consultar com o especialista desde cedo.
O problema é geral: a saúde dos homens costuma ser bastante negligenciada, e muitas vezes acaba virando responsabilidade das mães ou companheiras. Pesquisa divulgada em 2015 mostrou que mais da metade dos homens do Brasil com mais de 35 anos nunca foi a um urologista. Como grande parte dos homens não tem o hábito de se consultar com o especialista, dificilmente seus filhos terão contato com um urologista desde cedo.
“Isso é um aspecto cultural que os homens têm, uma certa tendência em desviar de assuntos médicos. Se não existe essa cultura do homem mais velho procurar um médico para fazer uma revisão de rotina, como ele vai transmitir isso para seus filhos?”, questiona Daniel Zylbersztejn, urologista e coordenador da campanha de orientação da saúde do adolescente da SBU.
Para mudar essa realidade, a SBU lançou a #VemProUro em setembro A primeira ação foi uma série de palestras em instituições de ensino de todo o País, com pais e alunos adolescentes, para debater a importância de consultar um urologista desde cedo. A segunda etapa consiste em realizar uma pesquisa de prevalência do adolescente masculino nos consultórios médicos (AE).

Rua Vergueiro, 2949, 12º andar – cjto 121/122
04101-300 – Vila Mariana – São Paulo - SP

Contato: (11) 3043-4171