ISSN: 2595-8410 Contato: (11) 3043-4171

'Mudanças na política de reajuste do mínimo'

O candidato do Podemos à Presidência da República, Alvaro Dias, defendeu uma mudança na política de reajuste do salário mínimo e sua desvinculação dos benefícios da Previdência.

“Vinculado ao crescimento do PIB e descolando as demais despesas públicas do salário mínimo. Ele não pode ser a referência para as outras despesas públicas”, disse o candidato.
Para Dias, o salário mínimo tem de estar vinculado ao crescimento econômico do país para recuperar o poder de compra dos trabalhadores. A proposta do candidato não inclui no cálculo da correção do mínimo a variação da inflação, como ocorre atualmente. Seu programa de governo prevê o aumento dos investimentos para 22% do PIB em 2022, o que deverá elevar o crescimento do país para, em média, 5% ao ano e gerar 10 milhões de empregos.
O presidenciável disse ainda que vai manter o Bolsa Família, mas propõe a criação de um programa de formação profissional dos beneficiários para que eles consigam emprego com carteira assinada. “O Bolsa Família tem de ser entendido como investimento e não como despesa, mas não podemos mais admitir o roubo no programa”, afirmou (ABr).

Rua Vergueiro, 2949, 12º andar – cjto 121/122
04101-300 – Vila Mariana – São Paulo - SP

Contato: (11) 3043-4171