ACM Neto: decisão do Centrão sai só na semana que vem

Ainda dividido entre os pré-candidatos a presidente Ciro Gomes e Geraldo Alckmin, o bloco de partidos do Centrão formado por DEM, PP, PR, PRB e Solidariedade decidiu adiar para a próxima semana o anúncio de qual candidato apoiará nas eleições, depois de nova reunião na manhã de ontem (19), na casa do presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ).

Há a possibilidade de adesão ainda de partidos menores ao bloco, como PHS e Avante (antigo PTdoB) - parlamentares dos dois partidos foram ao encontro. “É possível (a adesão)”, disse o presidente do DEM, ACM Neto, também prefeito de Salvador. Ele ficou responsável por redigir uma nota, a ser divulgada com o posicionamento de unidade do Centrão. ACM Neto, porém, descartou que o apoio do grupo seja decidido nesta semana. “Nossa decisão será anunciada só na semana que vem”, disse.
Em jantar na noite de quarta-feira (18), o grupo reafirmou a união no bloco e indicou o empresário Josué Gomes (PR), da Coteminas, como pré-candidato a vice-presidente e representante dos partidos. O presidente do PRB, ex-ministro Marcos Pereira (Indústria), disse que não houve consenso no grupo, nem avanço na articulação. Também descartou um acordo nessa semana em prol do tucano ou do pedetista: “Sem consenso, vai longe ainda”, contou.
O deputado Carlos Sampaio (PSDB-SP), que foi à residência oficial da Câmara e conversou com Maia, relatou que o chamado “Blocão” pediu mais uma semana e deu previsão de se posicionar até a próxima quinta-feira (26). Também estiveram no café da manhã os deputados Marcelo Aro (PHS-MG), Luís Tibé (Avante-MG), Bebeto (PSB-BA), Aguinaldo Ribeiro (PP-PB), Paulinho da Força (SD-SP), o senador Ciro Nogueira (PP-PI) e o ex-deputado Valdemar Costa Neto (PR) (AE).

Rua Vergueiro, 2949, 12º andar – cjto 121/122
04101-300 – Vila Mariana – São Paulo - SP