Alckmin quer diálogo com Temer, DEM e Solidariedade

Pré-candidato à Presidência da República pelo PSDB, o ex-governador Geraldo Alckmin confirmou que pretende agendar uma conversa com o presidente Michel Temer para estabelecer um canal de diálogo entre PSDB e MDB.

Além disso, ele afirmou o desejo de manter conversas com DEM e Solidariedade, partidos que também lançaram pré-candidatos ao Planalto.
Lideranças do MDB já sinalizaram que o partido de Temer pode não ter uma candidatura própria.
Ao visitar a Apas Show, feira do setor supermercadista na capital paulista, o governador afirmou que procurou o MDB e outros partidos visando um diálogo além de coligação eleitoral. “É importante o diálogo, tenho conversado com quase todos os partidos”, disse. E que ainda vai marcar uma conversa com Temer. Anteriormente, perguntado se já havia agendado o encontro, o tucano desconversou. “Estou tentando marcar um encontro com a Lu (sua esposa) porque faz dois dias que não chego em casa”.
O tucano disse que encontrou em um voo o deputado Paulo Pereira da Silva, presidente do Solidariedade, partido que lançou a pré-candidatura de Aldo Rebelo, e combinaram de marcar uma reunião. Além disso, o tucano confirmou que procurou o presidente da Câmara, Rodrigo Maia, pré-candidato do DEM, e o prefeito de Salvador, ACM Neto. “Independente de ter aliança ou não, é importante conversar (AE).

Mais Lidas