EUA isentará Brasil e Europa de taxa sobre aço e alumínio

O governo dos Estados Unidos anunciou ontem (22) que vai proteger uma lista de aliados, incluindo a Europa, Austrália, Coreia do Sul, Argentina e Brasil, das tarifas sobre o aço e alumínio que entrarão em vigor hoje (23).

A informação foi confirmada pelo representante comercial norte-americano, Robert Lighthizer, de acordo com a Bloomberg.
“O presidente Donald Trump decidiu suspender a imposição de taxas sobre esses países”, disse ele, durante Comitê de Finanças do Senado. “Nós temos dois países do NAFTA e sabemos quais são [Canadá e México]. Temos Europa, Austrália, Argentina, Brasil e, obviamente, a Coreia do Sul com quem estamos negociando”, acrescentou Lighthizer.
Ainda de acordo com a publicação, não está claro se Trump vai oferecer isenção permanente ou se será provisória, apenas enquanto ocorrem as negociações para uma solução. A medida foi anunciada por Trump no início do mês e impõe uma tarifa de 25% sobre o aço importado e 10% sobre o alumínio. Na ocasião, ele já havia isentado o Canadá e México, desde que os dois países concordassem com um Acordo de Livre Comércio da América do Norte atualizado.
Na quarta-feira (21), o presidente Temer anunciou que os EUA iriam retirar a sobretaxa. No entanto, não havia nenhuma confirmação oficial do governo norte-americano. “Estou lendo uma declaração feita pela Casa Branca de que o Brasil é um dos países pelos quais começarão as negociações visando a eventuais exceções às tarifas de importação de aço e alumínio”, disse (ANSA).

Mais Lidas