ISSN: 2595-8410 Contato: (11) 3043-4171

Kim Jong-un tinha passaporte emitido pelo Brasil

O líder da Coreia do Norte, Kim Jong-un, e seu pai, Kim Jong-il (1941-2011), usaram passaportes brasileiros para obter vistos de países ocidentais nos anos 1990.

A informação foi publicada pela agência “Reuters”, que cita “cinco fontes de segurança europeias”. O veículo divulgou até uma imagem de um passaporte com a foto de Kim Jong-un ainda jovem e com o nome fictício de “Josef Pwag”. Já o de Kim Jong-il estava em nome de “Ijong Tchoi”.
Segundo os documentos, expedidos pela Embaixada do Brasil em Praga, na República Tcheca, o líder norte-coreano e seu pai nasceram em 1983 e 1940, respectivamente, em São Paulo. Ambos são assinados pelo conselheiro consular Antonio José Maria de Souza e Silva, hoje responsável pela Embaixada em Myanmar. “Eles usaram esses passaportes brasileiros, que mostram claramente fotos de Kim Jong-un e Kim Jong-il, para tentar obter vistos de embaixadas estrangeiras”, disse uma fonte anônima à “Reuters”.
De acordo com o mesmo informante, isso mostra o desejo da família por viagens, mas também a tentativa de construir uma possível rota de fuga. Procurada pela agência, a Embaixada do Brasil na Coreia do Norte se recusou a comentar a denúncia, enquanto o Itamaraty afirmou que o caso está sendo investigado. Uma fonte anônima brasileira declarou à “Reuters” que os dois passaportes eram documentos legítimos quando foram enviados a consulados, ainda com os espaços em branco.
Os documentos foram usados para obter vistos de ao menos dois países ocidentais, mas não se sabe quais. Além disso, eles podem ter sido utilizados em viagens ao Japão, a Hong Kong e ao próprio Brasil (ANSA).

Rua Vergueiro, 2949, 12º andar – cjto 121/122
04101-300 – Vila Mariana – São Paulo - SP

Contato: (11) 3043-4171