ISSN: 2595-8410 Contato: (11) 3043-4171

Brasil mantém ‘portas abertas’ para receber refugiados

O ministro das Relações Exteriores, Aloysio Nunes, reiterou a disposição do Brasil em manter abertas as portas aos refugiados.

A declaração foi feita ontem (19), durante a abertura da Reunião de Consulta da América Latina e do Caribe como Contribuição para o Pacto Global sobre Refugiados. “Vivemos num país construído em grande parte com gente do mundo inteiro. Muitos vieram voluntariamente, mas muitos vieram forçados”, disse o ministro.
Para ele, a resposta do Brasil ao drama dos refugiados, em especial no caso dos venezuelanos, tem sido um “estrito cumprimento” das obrigações do país. “O presidente Temer, cumprindo a legislação brasileira, vem mobilizando o governo para regularizar a situação dos venezuelanos. “O Brasil jamais fechará suas portas”, disse o ministro, acrescentando que tem como expectativa que as reuniões do grupo contribuam para a definição de um pacto global para lidar com a situação que atinge diversas partes do mundo.
Também presente na abertura do encontro, o Alto Comissário das Nações Unidas para Refugiados (Acnur), Filippo Grandi, defendeu a inclusão de refugiados nos programas sociais desenvolvidos pelos países que integram o grupo. “Eu os parabenizo por manterem as fronteiras abertas, e gostaria de incentivá-los a manter. A Acnur está pronta a ajudar esses países e simplificar os procedimentos. Continuem fazendo isso, respeitando as garantias e incluindo o princípio e o direito de solicitar asilo”, acrescentou.
A reunião conta com a participação de representantes de 36 países, e discute a situação dos refugiados na América Latina e no Caribe. O objetivo é avaliar como os países da região têm atuado para garantir a proteção e oferecer apoio a essas pessoas. O debate tem como base o Plano de Ação do Brasil, conjunto de compromissos aprovado por países da América Latina e Caribe em 2014, tendo como foco a assistência a refugiados e apátridas (ABr).

Rua Vergueiro, 2949, 12º andar – cjto 121/122
04101-300 – Vila Mariana – São Paulo - SP

Contato: (11) 3043-4171