Juíza federal defende deportação de Battisti

A juíza Adverci Rates Mendes de Abreu, da 20ª Vara Federal do DF, se manifestou favoravelmente à deportação do ex-ativista italiano Cesare Battisti pelo Brasil.

Abreu se posicionou a pedido do ministro Luiz Fux, relator no STF do processo que deve definir o futuro do ex-guerrilheiro. Em março de 2015, a mesma juíza havia determinado a deportação de Battisti, alegando que ele estava em situação irregular no país.
O italiano foi condenado à prisão perpétua em sua nação de origem por quatro assassinatos ocorridos na década de 1970. Em 2010, teve sua permanência no país autorizada pelo então presidente Lula, decisão acatada mais tarde pelo STF.
Contudo, a Itália voltou à carga para obter sua extradição após a posse de Michel Temer, que aguarda apenas um posicionamento do STF sobre uma ação do italiano contra a revisão da ordem de Lula. O caso está nas mãos do ministro Fux e não tem prazo para ser julgado. A Itália tenta obter a extradição de Battisti. Já a deportação é a ordem para determinado estrangeiro deixar o território nacional (ANSA).

Rua Vergueiro, 2949, 12º andar – cjto 121/122
04101-300 – Vila Mariana – São Paulo - SP