PMDB fecha questão a favor da reforma da Previdência

Partido com a maior bancada da Câmara, o PMDB anunciou ontem (6), que fechou questão para tentar obrigar seus 60 deputados a votarem a favor da reforma da Previdência.

Com a decisão, a expectativa do governo é de que outras siglas da base aliada sigam o exemplo e também fechem questão a favor da matéria nos próximos dias.
O fechamento de questão é uma decisão tomada pela maioria da executiva nacional de um partido. Quando isso acontece, parlamentares que votarem de forma diferente ao que determinou a direção da legenda podem ser punidos até mesmo com a expulsão.
Mesmo com o fechamento de questão, a expectativa de integrantes da cúpula do PMDB é de que de 10 a 15 deputados do partido desobedeçam a direção e votem contra a reforma.
O PMDB foi o segundo partido a anunciar fechamento de questão. Com uma bancada de 16 deputados, o PTB anunciou mais cedo que obrigará seus parlamentares a votarem a favor da reforma. Na decisão, assinada pelo presidente nacional da legenda, o ex-deputado Roberto Jefferson (RJ), o partido não deixa claro qual será a punição aos deputados que desobedecerem a decisão.
O governo espera que a posição do PMDB inspire outros partidos a fecharem questão, entre eles, PP e PRB. A executiva nacional do PRB chegou a se reunir para deliberar sobre o assunto, mas, no fim, decidiu só bater o martelo após o presidente da Câmara, Rodrigo Maia, marcar a data da votação. O PP também informou que só tomará decisão depois de definida a votação (AE).

Mais Lidas