Temer se nega a aplaudir juiz Sergio Moro e eleva tensão

A tensão entre o governo de Michel Temer e os responsáveis pela Operação Lava Jato teve mais um capítulo: o mandatário, que foi denunciado por corrupção, desdenhou publicamente do juiz Sergio Moro.

Na noite desta terça-feira (5), o magistrado anticorrupção Moro recebeu o prêmio de “Personagem do Ano” dado pela revista “IstoÉ” durante uma cerimônia realizada em São Paulo - que contou com a presença de Temer.
Quando o juiz foi receber o troféu, o presidente permaneceu sentado e sem aplaudir, em foto que repercutiu pela imprensa brasileira ontem (6). Tanto os sites como os jornais deram destaque ao fato de que nenhum membro do governo que estava no palco aplaudiu o juiz símbolo da Operação Lava Jato.
Por outro lado, em seu discurso, Moro pediu que Temer reforce a luta contra a corrupção - e pediu mais recursos financeiros para combater o crime organizado. O gesto eloquente de Temer contra Moro somou-se a outros episódios recentes que deixaram em evidência a tensão entre o poder Executivo e os responsáveis da causa Lava Jato.
Neste ano, a PGR acusou Temer e os ministros Moreira Franco e Eliseu Padilha de serem membros de uma “associação criminosa” que recebeu R$ 587 milhões em propinas. Para o mandatário do PMDB, essa foi uma denúncia feita para “desestabilizar” seu governo e chegou a pedir a suspensão do procurador que o acusou (ANSA).

Mais Lidas