Avançar é realista, sem ‘ideias fantasiosas’

O ministro do Planejamento, Dyogo Oliveira, afirmou ontem (9), em cerimônia de lançamento do Programa Avançar, que agora o conceito do programa é de ‘responsabilidade’.

“Não há neste programa ideias fantasiosas, nem ideias magníficas”, disse. Segundo Dyogo, os R$ 130 bilhões de investimento previstos já estão garantidos no Orçamento. “São obras com orçamento, com datas para começar e terminar. É um programa realista”, destacou.
O primeiro critério utilizado para o Avançar foi a disponibilidade orçamentária. “São obras que efetivamente têm possibilidade de entrega até o final do ano que vem”, garantiu Dyogo, ao afirmar que o governo Temer tirou o Brasil da pior recessão da história. “E colocamos o Brasil para crescer”.
O ministro destacou que o programa Avançar está adequado à realidade mesmo em tempos de ajuste fiscal e que a recuperação econômica não é uma palavra sua, mas sim uma ‘visão geral do mercado’.
Dyogo disse ainda que o programa traz obras e ações estruturantes para o país, que trarão ganho para o conjunto das regiões. Entre algumas das ações destacadas, Dyogo afirmou que somente na área social serão entregues 200 mil unidades habitacionais e que na área de saneamento são 50 obras. “No PAC há 5 mil creches que nunca saíram do papel, hoje trazemos aqui o que é viável” (AE).