Temer pode modificar portaria

O ministro da Casa Civil, Eliseu Padilha, admitiu ontem (24), que o presidente Temer pode modificar e até mesmo revogar a portaria sobre trabalho escravo, após a decisão da ministra Rosa Weber do STF, que mais cedo concedeu liminar que suspende os efeitos da portaria.

"O presidente Temer tinha pedido e o ministro do Trabalho estava negociando com a Procuradora-Geral, Raquel Dodge, um texto novo. Essa negociação vai prosseguir", disse.
Questionado se Temer poderia revogar a portaria, que é centro da polêmica, o ministro disse que sim. "Na medida que essa negociação prossiga, obedecendo orientação do presidente Michel, nós teremos uma nova versão, não significa dizer que seja uma revogação na totalidade do que hoje está em vigor, mas poderá haver modificação", disse (AE).