Varejo segue em recuperação

O presidente da Associação Comercial de São Paulo (ACSP), Alencar Burti, comentou os números divulgados pelo IBGE em relação ao desempenho do varejo nacional ampliado em agosto.

Sobre uma recuperação completa do setor, avalia que o varejo vai demorar de dois a três anos para voltar aos níveis de 2013.
“Os dados demonstram que, quando comparado com o mesmo período de 2016, o comércio segue em recuperação; trata-se da quinta alta consecutiva. Refletem uma retomada moderada da economia, o que condiz também com o início de uma melhora da confiança do consumidor”, analisa Burti. Por outro lado, ressalta que “a crise política retarda o andamento das reformas econômicas, o que impede uma recuperação mais intensa”.
Burti chama a atenção para segmentos mais dependentes do crédito - como móveis, eletrodomésticos e veículos -, que apresentaram grande crescimento em agosto sobre igual mês do ano passado (ACSP).