Mario Fortunato (*)

De acordo com dados recentes da Agência Nacional de Águas (ANA), os alertas de seca no país dispararam 409% nos últimos 13 anos.

O Nordeste enfrenta a sua maior seca desde 1961: 835 municípios da região já decretaram estado de emergência e os reservatórios contam hoje com apenas 13,8% de sua capacidade. O fato é que a situação é grave para muitos municípios e pede uma atenção especial, não somente dos governantes - que precisam criar sistemas capazes de aperfeiçoar o gerenciamento dos recursos hídricos -, mas também de toda a população brasileira.

Isso porque grande parte das pessoas não faz ideia da quantidade de água desperdiçada em ações simples do cotidiano, como escovar os dentes, tomar banho, lavar calçadas, jardins e carros. Nesse sentido, o mais importante é que todos contribuam e adotem práticas mais sustentáveis no dia a dia. O ponto de partida pode ser, por exemplo, buscar alternativas para a limpeza de calçadas, quintais e galpões sem que seja necessária a utilização de água.

Muitas pessoas ainda utilizam mangueiras para essa tarefa, no entanto um modelo comum, com três quartos de polegada, gasta cerca de 600 litros de água a cada 30 minutos de uso (número que representa mais de quatro vezes o que uma pessoa deveria consumir por dia). Uma alternativa eficiente e que dispensa o uso de água é o soprador de folhas, uma solução de alta potência e de fácil manuseio, capaz de unir inovação tecnológica e respeito ao meio ambiente.

O equipamento pode ser utilizado em quintais, ruas, pátios empresariais, jardins de condomínios, colheitadeiras e pátio de armazenamento de grãos, com a vantagem de reduzir o tempo de trabalho e, principalmente, evitar o desperdício.

Vale destacar ainda que essa é uma tecnologia indicada também para a higienização de colheitadeiras após as jornadas de trabalho, pois garante a retirada das palhas secas que ficam alojadas nos maquinários e evita a incidência de incêndios em lavouras.

O soprador é apenas um exemplo de como podemos reduzir o consumo de água em nossas atividades diárias. O objetivo é que, cada vez mais, tenhamos opções de tecnologias capazes de minimizar o desperdício dos recursos naturais.

Afinal, além da preservação ambiental, adotar práticas mais sustentáveis contribui para o bem-estar das próximas gerações.
Sempre é tempo de refletir sobre maneiras úteis de aproveitar com consciência as riquezas que a natureza oferece a todos.

(*) - É gerente de produtos da Husqvarna para a América Latina. A empresa é líder global no fornecimento de equipamentos para o manejo de áreas verdes.