Rodrigo Mancini (*)

Tomar boas decisões está muito além da sabedoria ou do senso comum. Se você faz algo que realmente gosta, é preciso também se alimentar com muita batata doce.

Até porque, dedicar energia para uma atividade que não gosta, consome toda sua força de vontade. E nesse caso, nem batata doce resolve. Todos nós, empreendedores, sabemos que força de vontade é fundamental para o sucesso de qualquer negócio, principalmente para lidar com situações de incerteza em períodos críticos, administrar os inúmeros conflitos do dia a dia, seja com clientes, colaboradores ou fornecedores; ou mesmo para ter novas ideias.

É preciso muita garra para nos manter firmes em nossos negócios. O que a maioria das pessoas não sabe é que a alimentação saudável pode ser primordial para aumentar ou recompor a nossa força de vontade, contribuindo para o processo de tomada de decisão e sucesso nos negócios. E não estou aqui reproduzindo aqueles “clichês” padrões dos hábitos das pessoas milionárias e de sucesso. Até porque, nestes casos, eles falam que os milionários, em geral, têm hábitos alimentares saudáveis, mas não explicam o porquê isso interfere no sucesso da pessoa.

No livro “A única coisa: o foco pode trazer resultados extraordinários para a sua vida”, o autor, baseado em pesquisas realizadas pelo Journal of Personality and Social Psychology, que detalhou alguns estudos sobre o impacto da nutrição na força de vontade, concluiu que as decisões e os obstáculos do dia a dia minam a nossa força de vontade e que o alimento que ingerimos é fator-chave para reabastecê-la. Seria a força de vontade como um combustível, entende? Ao longo do dia ela vai diminuindo ou queimando!

Ainda de acordo com o autor, a justificativa para isso é que a força de vontade é um músculo mental que não se recompõe rapidamente. Quando você se empenha na realização de uma tarefa, consequentemente deixa menos energia para a realização da próxima atividade. Por isso, é preciso alimentar a mente, reabastecê-la. E mais do que isso, aí está também a razão pela qual devemos priorizar o trabalho mais importante para os nossos negócios, antes que a força de vontade seja minada.

Tem um cliente chato para atender, que é importante para a vida da sua empresa? Marque no primeiro horário. Tem um relatório denso para analisar? Comece por ele. E se você está pensando que um bom hamburgão resolve, está completamente enganado! Em contrapartida, a recomposição da força de vontade pode ser feita com açúcar! Mas, não fique feliz achando que comer chocolate e sorvete será decisivo para o seu sucesso.

Tem que ser o açúcar proveniente de alimentos saudáveis, que elevem o nível de glicose equilibradamente por longos períodos, ou seja, carboidratos complexos e proteínas. E quem tem tudo isso? Ela mesmo, a batata doce. Em outras palavras, tomar boas decisões está muito além da sabedoria ou do senso comum. Se você faz algo que realmente gosta, é preciso também se alimentar com muita batata doce. Até porque, dedicar energia para uma atividade que não gosta, consome toda sua força de vontade. E nesse caso, nem batata doce resolve.

Por isso, ela pode se tornar o combustível preferido também dos grandes empreendedores e não somente dos marombas!

(*) - É economista, Mestre e Doutor em geografia econômica, empreendedor e empresário.

Mais Lidas