Contato: (11) 3043-4171

Danny Braz (*)

Áreas arborizadas em grandes metrópoles são raras, geralmente restritas a bairros nobres ou de reserva.

Entretanto, sobretudo em épocas mais quentes, essas áreas fazem muita falta. Isso porque o clima dessas regiões foi severamente afetado pela urbanização, e quem paga pela ausência de verde é a população. Uma alternativa a essa situação tem sido se utilizar das fachadas cegas de prédios (lado liso de prédios mais antigos), murais, corredores, entre outros espaços vagos na própria estrutura predial da cidade, para construir enormes jardins verticais.

O potencial de rearborização, devolvendo o verde ao cenário urbano é imenso, e em diversos aspectos que vão além do calor. Abaixo cito cinco benefícios desse tipo de jardim:

. Volta à beleza natural – não é uma questão apenas de tendência. A estética é importante para a vida. A beleza cria diversos estímulos aos sentidos humanos, não é para menos que se busca o belo em diversos aspectos da vida, e ter isso devolvido ao ambiente macro de uma cidade gera qualidade de vida.

. Oxigênio – a preocupação ambiental pode parecer algo ligado às plantas em si, porém, muitas vezes nos esquecemos de que nós também fazemos parte do ecossistema de nosso planeta. Somos adaptáveis, mas dependemos de oxigênio para viver, e isso não é discutível. Esses jardins produzem mais oxigênio, limpam o ar de gases tóxicos típicos de cidades, e proporcionam um ambiente que é necessário à vida humana.

. Saúde das vias áreas – quem sofre de rinite, sinusite, ou qualquer outra doença ligada à respiração sente e compreende melhor do que a maioria a diferença que faz um ar mais úmido. As plantas naturalmente umidificam o ar, pois liberam água de seus processos respiratórios naturais, mantendo o ar menos seco, sobretudo em dias muito quentes de verão.

. Efeito acústico – jardins verticais abafam o som. É algo que ocorre naturalmente por conta da quantidade de plantas, e em grandes metrópoles isso faz diferença, pois o som é inacreditavelmente alto em determinados momentos do dia, sobretudo em áreas de grande movimentação e aglomerados residenciais.

. Temperatura interna – respirar melhor em tempos de calor talvez só seja superado por ter uma sensação térmica mais agradável. O calor exagerado deixa as pessoas mais lentas, as vezes sonolentas, desconfortáveis, incomodadas com a falta de algo, e esse algo é uma temperatura mais amena e confortável aos sentidos. Justamente por isso que jardins verticais geram tanto benefício para quem mora em prédios com jardins, e aqueles a seu redor. O sistema de irrigação e as próprias plantas abaixam a temperatura ambiente proporcionando conforto.

O mais interessante desses jardins é que eles são plenamente sustentáveis. Seus sistemas de irrigação se utilizam de água da chuva para se alimentar de maneira inteligente, impedindo que o jardim seja um gasto financeiro e de tempo. Ou seja, até mesmo aderir a essa tendência se mostra algo com inúmeros prós, e absolutamente nenhum contra.

(*) - Engenheiro civil e consultor internacional com foco em construções verdes, é diretor geral da empresa Regatec (www.regatec.com.br).

Rua Vergueiro, 2949, 12º andar – cjto 121/122
04101-300 – Vila Mariana – São Paulo - SP

Contato: (11) 3043-4171