Vivian Elblaus (*)

A noite natalina é um momento muito aguardado pelos mais diversos tipos de pessoas, sendo uma ótima ocasião para receber a família e os amigos para confraternizar.

Por ser tão especial, há um grande cuidado já na preparação do cardápio, elaborado para atender a todos os gostos com pratos típicos. Todos os anos ocorrem do mesmo modo, mas não é por isso que precisam ser sempre iguais. Após decidir o menu, é necessário escolher com atenção os objetos e utensílios que irão compor a mesa. Isso porque, uma receita fica muito mais saborosa quando valorizada por uma produção especial.

Por meio de cores e estampas diferenciadas, usadas para compor a decoração do ambiente e da mesa da ceia, é possível transformar o Natal em algo muito mais interessante. Basta ser original, uma vez que as decorações mais incríveis são construídas com objetos e materiais que as pessoas têm em suas casas. E assim, pode-se gastar pouco dando pequenos toques ao que já se tem.

Na minha vida, sempre digo que a personalidade está refletida na forma que nos vestimos. O mesmo acontece quando escolhemos a roupagem de uma mesa. Sua marca, única e pessoal, estará personificada ali. E, além disso, é um imenso prazer receber elogios dos convidados e pensar: ‘fui eu quem fez’.

Neste Natal, uma ótima pedida é colocar a ousadia e criatividade em ação. Para quem deseja sair das cores tradicionais que reforçam o clima da festa - verde, vermelho e dourado -, mas sem fugir muito dessas nuances, pode-se usar apenas uma delas em mais de um tom. Isso fica muito harmonioso e facilmente garante uma atmosfera sofisticada.

Abusar de estampas na ocasião também é uma ótima escolha, como em louças decoradas e também em jogos americanos ou toalhas com desenhos diferenciados. No caso de um país tropical como o Brasil, uma sugestão também é adotar cores como amarelo, laranja ou tons pastéis (candy colors), que estão em alta.

É importante não colocar limites para a imaginação, como ao usar diferentes jogos de jantares, clássicos ou contemporâneos, que ganham vida com guardanapos e porta-guardanapos temáticos para essa ocasião. O sousplat de texturas diferenciadas, como a palha artesanal, é capaz de sugerir ar rústico. Já louças brancas reforçam a vibração do vermelho e do clima festivo.

No caso de arranjos, os de flores naturais ou artificiais podem ser dispostos para valorizar ainda mais a produção e dar um ar romântico à ceia, bem como as velas decorativas. E os pinheiros, um dos símbolos mais fortes da época natalina, podem ser usados em sua versão natural, artificial ou até mesmo comestível: feitos de chocolate artesanal ou de guloseimas.

O que importa mesmo nesse momento é criar um ambiente aconchegante e festivo onde as pessoas sintam-se acolhidas e integradas. A mesa das refeições é o melhor lugar para reforçar o amor universal e a fraternidade, sentimentos tão fortes na época de Natal, que deveriam prevalecer durante todo o ano.

(*) - É table designer e diretora da Blauss Maison.

Rua Vergueiro, 2949, 12º andar – cjto 121/122
04101-300 – Vila Mariana – São Paulo - SP